quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Turismo na ilha das Flores anda a ter grande divulgação na imprensa escrita

Há pouco mais de um ano, no [nosso predecessor] «Rocha dos Bordões» já havíamos chamado a atenção para o facto: «Ilha das Flores: destino turístico muito divulgado nos órgãos de informação impressa».
Mas o "fenómeno" continua... No passado mês de Agosto, a ilha das Flores era a maior chamada de capa da revista [temática de viagens e turismo] «Evasões», sendo que no início de Outubro a revista [de informação generalista] «Visão» [edição nº 761] teve os Açores como tema de capa com o subtítulo «Terra de Futuro» e na presente semana a revista [também de informação generalista] «Sábado» [edição nº 186] fez capa com o "nosso" Poço da Alagoinha [imagem acima e à direita deste texto], incluindo a ilha das Flores entre os 12 lugares mais bonitos de Portugal numas férias para descansar no Outono [quem queira pode consultar o artigo da revista «Sábado» sobre a ilha das Flores].
Saudações florentinas!!

28 comentários:

Anónimo disse...

A verdade é que a Ilhas das Flores é dos lugares mais bonitos do Mundo.
Para ser explorada turisticamente - com equilibrio e qualidade - é preciso melhorar a frequência dos transportes aéreos, mas principalmente melhorar as infra-estruturas hoteleiras na ilha (hoteis e pousadas com qualidade internacional, restauração, rent-a-car, comunicações/internet,animação, e actividades de ocupação dos turistas (mergulho, pesca desportiva, fotografia sub-aquática,golfe,circuitos pedestres, safaris da natureza, artesenato,etc.).
Actualmente as estruturas são de péssima qualidade.
Grupos de turistas com poder de compra acima da média não vêm para as Flores, pois a oferta é ainda terceiro-mundista.

Ricardo Alves Gomes disse...

É claro que ficamos todos orgulhosos pelo facto das Flores fazer capa de Revista.
De resto, nos últimos tempos - nós, que nos queixamos frequentemente do esquecimento a que a Ilha é votada - a realidade e as potencialidades naturais das Flores têm tido uma divulgação sem paralelo.
Triste é ver a maior parte dos legítimos representantes dos florentinos numa de três posições:
- Ou não percebem o que estes sinais querem dizer e continuam a "marrar" em modelos de gestão completamente esgotados no modo e nos objectivos;
- Ou acabam por "vir a reboque" dos acontecimentos, decalcando posições que há muito deveriam ter tido a capacidade de antever;
- Ou preferem ser "espertos" e aproveitam "o embrulho" para vantagens de curto prazo, pouco condizentes aquelas de quem se deveria exigir a mais sábia defesa do interesse público.
Não sejamos pessimistas...
A "Boa Nova" é que o IV Quadro Comunitário é o último. Depois, "quem tiver unhas é que toca viola", e alguns, como se diz nas Flores, vão ver "a formiga por onde é que mija".
Esperamos que até lá não façam muito...
Já não se reclama que façam, notem!
Apenas que não estraguem!

Ricardo Alves Gomes disse...

Para não "bater" nos nossos, coitados, deixo apenas aqui um exemplo, sob a forma de adivinha:
- Qual será o deputado europeu, açoriano, que ainda em 2004 parecia não saber falar mais nada a não ser das "quotas - leiteiras e do goraz" e que agora, finalmente, depois de "polir calçada" 4 anos em Bruxelas já fala na biodiversidade dos Açores?
Tudo leva o seu tempo a aprender... mas, caramba, 4 anos sem ver "um boi à frente do nariz"!...
É caso para dizer que se nosso Ilustre representante já tivesse uma ideiazinha que fosse antes, talvez outras pudessem ter florescido entre a bravura natural da nossa Ilha mais cedo...

Ricardo Alves Gomes disse...

Em 2003, lembro-me bem:
Mar? Unesco? Ambiente? Biotecnologias? Etc,...
Tudo isso era apenas (para esse Senhor e outros seus companheiros) umas "ideias interessantes". Disseram-mo.
Já os nossos candidatos a autarcas (florentinos), em 2005, para esses, nem interessantes nem por interessar. Nada. Zero.
Oxalá leiam, agora, pelo menos, a "Sábado" e a "Visão"... Ou venham com mais frequência, ao Fórum...lol.

Anónimo disse...

O Dr.Ricardo lançou à discussão temas interessantes para o futuro da Ilha das Flores.
Oxalá que os "representantes democráticamente eleitos" ponderem sobre tudo isto e que façam alguma coisa de útil, incluido batendo o pé aos seus chefes de fila.A Ilha das Flores merece muito mais do que "pequenos investimentos" para calar os residentes.
Igualmente os florentinos também têm que fazer a sua parte e não estarem de papo para o ar à espera que o César das Ilhas lhes dê uma côdea.

Anónimo disse...

Isto parece o monólogo....do vaqueiro! Será?! LOLOL
Há coisas que não mudam...

Anónimo disse...

O que não muda é a vossa estupidez.
É um manancial inesgotável....

Anónimo disse...

Safaris?épa,tenho de ir num desses.Deve ser interessante ver os "animais" florentinos.Ouve-se dizer que anda muito "Veados","Bois+Vacas","Burros","Ursos" e afins,nessa inesgotável natureza que é a vida social florentina.Já pintaram as casas?

odocentrodavila disse...

Haverá sempre entraves ao "boom" turístico nas Flores, certa vez foi-me contado por um colega que estava no Aeroporto de PDL e dirigindo-se ao balcão para ser informado de algo que já não lembro, escutou uma conversa entre uma "empregadinha" da SATA e um turista, onde esta lhe dizia que não valia a pena vir às Flores porque corria sériamente o risco de ficar retido. Mais palavras para quê?

Anónimo disse...

Realmente! Haja paciência!
No fundo é tudo uma questão egocêntrica...lolol

Anónimo disse...

Drº Ricardo folgo em vê-lo por cá! vejo que parece estar são e escorreito hein?!? Não acha que fica feio estar falando assim do DF? As coisas têm o seu timing se calhar, não concorda? Na época o que estava em discussão era a atribuição das quotas leiteiras e a preservação do goraz. Além do mais não era só o DF que falava disso, o PC (não confundir com vermelhuscos) também passava o tempo voseirando sobre isso. Votos de um bom dia para si e já agora quando nos brinda com mais um "preto no branco"?

Anónimo disse...

e mais uma palavrinha para juntar á do ricardoa cerca do turismo nas flores , eu como vivo fora da ilha conheço pessoas que reclamam do atendimento dos empregados de mesa que há uma grande falta de saber cativar o cliente e tambem os preços são sempre um bacado elevados e muitas vezes a repetir a mesma comida.

zénónimo disse...

Torna-se muito dificil ser-se um bom empregado sem formação, e como os empregados de mesa não cessam de entrar e sair não acreditamos que os patrôes queiram investir neles. Mas esse problema não se coloca só nas Flores, frequentemente alguma imprensa escrita de PDL aponta essas lacunas, quanto às refeições serem caras, bom, moro cá e sei por experiência que há um pouco de tudo, como por exemplo em Santa Cruz comer-se em 2 restaurantes uma diária por € 5, parece-me um preço acessível a qualquer bolsa.

Anónimo disse...

ya man,5 euros tasse bem!

Anónimo disse...

A comer pão duro e seco?

Anónimo disse...

olha que não se ve uma conversa que se diga benza- te deus.

Anónimo disse...

Relativamente à formação profissiobnal na área da restauração, deveria haver mais alguma oferta nas Flores porque penso que terminou no ano passado um curso da escola profissional de S. Jorge-Polo das Flores. Será que não há procura ou a oferta deixa muito a desejar? Tanto que o Governo fala em formação profissional ou será para fazer estatisticas boas, tapando o sol com a peneira? As provas estão à vista, muita gente que recorre à formação profissional cá por estas bandas é somente para obter um diploma. Pelo menos até à data!

Anónimo disse...

Bastou que o Carlos Silva apresentasse uma proposta para que a Ilha das Flores fosse considerada Património Natural da Humanidade para o Governo Regional só agora vir dizer que vai apresentar uma proposra à UNESCO para a Ilha das Flores ser uma reserva da biosfera. Para os Senhores deputados do PS não pode haver outras iniciativas senão só as deles.
Há cada uma...

Anónimo disse...

Muito antes do Carlos Silva já se falava neste assunto e ele próprio o pode confirmar...

Anónimo disse...

Realmente, é com cada comentário. Pensei que isto tinha melhorado mas...

Anónimo disse...

Deputados do PS das Flores?Onde estão eles?

Anónimo disse...

E o do PSD?

Anónimo disse...

O do PSD está firme e hirto como uma barra de ferro.

Anónimo disse...

Se tu o dizes... Deves ter razão para fazer tal afirmação.

q disse...

Falando sobre Formação quando é que vai haver aulas a noite para se tirar o 12ªano. Éra uma coisa que dava jeito a muitos que começara a trabalhar mais cedo porque tiveram oportunidade

Anónimo disse...

tá firme como ferro cheio de ferruz.

Anónimo disse...

O que é ferruz?

Identificado disse...

É o que ele tem na cabeça.