terça-feira, 21 de julho de 2009

Caveira irá ter nova sede da Junta

O executivo regional vai comparticipar com 252 mil euros na construção de cinco novas sedes de Juntas de freguesia em quatro ilhas dos Açores, que envolvem um investimento global de cerca de 532 mil euros.

Este apoio abrange a construção das novas sedes das Juntas de freguesia de Santa Bárbara (concelho da Ribeira Grande) e Ribeira Seca (concelho de Vila Franca do Campo), ambas na ilha de São Miguel; Porto Judeu (concelho de Angra do Heroísmo), na Terceira; Pedro Miguel (concelho da Horta), no Faial; e Caveira (concelho de Santa Cruz), na ilha das Flores.

Segundo Sérgio Ávila, vice-presidente do executivo [regional], estes apoios justificam-se porque "só com boas estruturas e condições dignas de funcionamento é possível servir com eficiência e eficácia" os cidadãos. Nesse sentido, considerou que o papel das Juntas de freguesia, "pela sua proximidade com os cidadãos, é fundamental para o desenvolvimento social e económico".


Notícia: «Açoriano Oriental», «Diário de Notícias» e o sempre inestimável "serviço informativo" do GACS [Gabinete de Apoio à Comunicação Social, da Presidência do Governo Regional dos Açores].
Saudações florentinas!!

36 comentários:

Anónimo disse...

Aie aie eleições a quanto obrigas!!!

Anónimo disse...

Não tarda a aparecer o Mamões, na negritude pessimista da sua existência, a criticar a decisão.

farto de mamões... disse...

O FDM, a única coisa que tem a dizer é que este "milagre das rosas" para a construção de novas sedes para as Juntas de Freguesia, contempla práticamente freguesias de municípios da côr do Imperador das Ilhas, com excepção da Vila Franca do Campo, por causa do ruído tonitruante do Ruizão da Vila....

De resto, mais uma vez se confirma a chico-espertice pré-eleitoral destes saloios...

Anónimo disse...

prá frente Mauricio tambem tems o direito a ter uma junta de freguesia ,a caveira n-ao é pior que a freguesia do Lajedo nem do Mosteiro que costumão ser cor de laranja e já há muito que tem sedes própias de juntas de freguesia

Anónimo disse...

Não é a cor laranja,é ter um presidente á altura de defender as suas freguesias,dotandoas de meios e estalações ao serviço das populações

Anónimo disse...

Tal como previa, FDM, na sua eloquência pouco própria de um emigrante, nivelou por baixo.

FDM carrega sempre pra baixo.

Elevemos a alma! http://www.youtube.com/watch?v=L0afcLgqyt0

urtiga. disse...

eu não quero criticar a conquista do mauricio, mas, a escola já não chega para a junta de freguesia da caveira???estão a prever aumentar os residentes assim tantos?o mauricio apoia o partido e o presidente de camara, incondicionalmente, ele a familia, e a celestina e familia, o partido sempre vai dando umas ajudas, para quem não gosta de trabalhar muito, faz cales. isto não é por abaixo, é de quem está bem informado.este governo paga para quem não gosta de trabalhar e dá barcos a quem não gosta de ir pró mar.a esplanada do gil é muito mais concorrida, vê -se passar a malta.

farto de mamões... disse...

Para o "pavarottiano" anónimo da 22H40 ser emigrante é sinónimo de "calafona" ou "calafão".

Não te esqueças que foram os "calafonas" e os "amaricanos" que mataram muita fominha e taparam os cueiros de muita gente, aqui na Ilha e em todos os Açores.

Você devia ter mais consideração pelos emigrantes e deixar essa postura de novo-rico ignorante pretensioso...

Para este triste, "emigrante" é todo aquele que saíu daqui analfabeto à procura duma vida melhor, já que a "pátria-mãe" era demasiado ruim para os seus filhos!

Não te esqueças que hoje nos EUA, Canadá e Brasil muitos açorianos são empresários, politicos eleitos, professores universitários, advogados, contabilistas, médicos,etc.

No cartaz da "Festa do Emigrante" estava no programa uma palestra com o Prof.Dr. Onésimo Teotónio de Almeida, que também foi e é EMIGRANTE!

Já que queres "nível" eu deixo-te com a Rosinha, que tal como tu, gosta de levar...(Clickar no nick)...

Anónimo disse...

FDM vai-se aos poucos revelando.

Tem, inequivocamente, linguagem pouco própria de um emigrante reformado. Usa um português rebuscado, com vocábulos do continente ...
Há qualquer coisa que não bate certo aqui.

FDM como se vê insulta com facilidade quem dele discorda, utilizando linguagem azeiteira.
Isto revela alguém que ascendeu na vida, polindo, envernizando e corrigindo uma educação tasqueira, disfarçando a baixa condição da proveniência.

FDM estrura as ideias e usa linguagem clara. Os emigrantes, por definição, quando saem tem baixo nivel cultural (se não não saiam) e, durante a estadia, nao tem tempo para polimentos nem para aperfeiçoarem o português.
Há coisas que não batem certo.

FDM é claramente ressabiado. Vive angustiado por não lhe reconhecerem o mérito que ele julga ter.
Daí o azedume. O nivelar por baixo. A negritude das análises.

FDM priva e bate nas costas com a nata das Flores. Gente que ele depois critica aqui.

A instrução que tem, disfarça-lhe os defeitos da má educação.

Aos Florentinos
Conhecem algum perfil que se encaixe aqui?

Anónimo disse...

Que cómico o Mamões a chamar "novo-rico" a outros... Quem se gaba de ser amigo do Berardo (como se fosse relevante), beber dos melhores vinhos e bla bla muito viajado... cheio de €€€...

Obviamente que 50% são mentiras, outros 25% são delírios por causa da inveja e dor de cotovelo... E sim conheço algumas pessoas que se enquadram no perfil!

Anónimo disse...

Se FDM é emigrante, eu sou rei de Inglaterra!

Intrujão.

Anónimo disse...

FDM só existe na imaginação.
É um clone.

Paulo Henriques disse...

Cuscos(as)! Preocupem-se em falar da notícia em vez de tentarem descobrir quem é o FDM! Discutam a mensagem!


Fónix!

farto de mamões... disse...

Meus caros e simpáticos anónimos: só falta dizerem que eu também sou gay...

Esta ressabiada "insurgência da cana roca" continua sempre esperta como a "mosca no leite"...

Já vos disse há umas boas dezenas de posts atrás que fui oficial miliciano no Ultramar, tive na África do Sul e depois voei para os EUA, pois nessa altura Portugal era um manicómio em auto-gestão....

Só agora é que cheguei à "mesa de trabalho", mas primeiro vou acabar de saborear um "suco" que está aqui à minha frente e dar mais uns mergulhinhos nesta água azul e cristalina...

Até já, camaradas...

farto de mamões... disse...

O Exmo Sr.Paulo Henriques acertou na "mouche":

Já vi que para muita boa gente não interessa o conteúdo mas sim a embalagem.

Querem à força saberem quem é o modesto cibercidadão que se identifica por FDM e não querem discutir a substância das críticas, dos comentários ou análises que aqui faço com muito gosto.

Ficam aflitos por eu dizer mal disto ou daquilo ou por criticar este ou aquele personagem da vida pública, como isso constituisse um crime de "lesa-pátria" ou "lesa-regime".

O FDM é um cibercidadão atento às realidades da ilha, da região, do país e do Mundo.

Muitos dos meus contendores criticam-me por eu estar sempre a "malhar" nesta triste situação...

Mas então Vs.Exª.s acham que eu devia estar satisfeito com o estado duma nação com quase 900 anos e que está à beira da implosão e da bancarrota?

O FDM devia bater palmas pelas roubalheiras, derrapagens, alta corrupção, má-governação, incompetência, criminalidade, ladroagem à solta,etc, etc, e que diáriamente e em doses maciças entre em casa pelos nossos monitores e pantalhas?

Acaso o FDM devia estar feliz, contente e bater palmas por o nosso governo regional andar há mais duma década a "engonhar" nos tranportes marítimos de passageiros e depois de ter enterrado literalmente quase 100 milhões nesta história trágico-marítima?

Acaso o FDM devia bater palmas a politicas municipais e autárquicas mais viradas para os interesses dos seus titulares do que das populações?

Acaso o FDM devia elogiar e bater palmas pela falência do sistema educativo; pelo avanço inexorável da pobreza (principalmente a pobreza de espírito); o avanço do desemprego; o avanço das drogas e do alcoolismo e principalmente a exploração desenfreada que os cidadãos que EFECTIVAMENTE trabalham estão a ser alvo do fisco e da segurança social para financiarem e sustentarem uma vasta classe de parasitas e mamões?

Acaso, isto é mentira, Exmos críticos do FDM?

Por não gostarem da "mensagem", querem matar o "mensageiro" como se fazia em tempos remotas da História?

Tem a palavra esses "supra-sumos" da sociedade florentina...

Anónimo disse...

Também acho que o mais importante não é saber quem é o FDM que, concorde-se ou não, se limita a expor as suas opiniões e pontos de vista. O que acho muita piada é que os administradores deste blog assistam impávidos e serenos a ataques anónimos e cobardes a diversas pessoas desta ilha sem qualquer intervenção da sua parte,mas que quando tentam adivinhar a identidade do FDM venham logo pedir que se limitem a comentar o post... Já é a segunda vez que isto acontece ainda que da outra vez, segundo me parece, o comentário tenha sido posteriormente eliminado.. Provavelmente este comentário não chega a ser aprovado mas no mínimo fica a chamada de atenção para os moderadores para que sejam mais coerentes...

DR.PARDAL disse...

Só neste 1º semestre o déficit público subiu 284%!
Pudera!Com tanta gente a comer e a mamar e a não darem "uma pr'a caixa", o resultado não podia ser outro.

Ainda há gente que pensa que os subsídios e os rendimentos minímos é que vão tirar o pessoal da pobreza!

Aqui, na minha ilha, os mamões são mais do que as mães.

Dá-lhes forte e feio, Sr.Farto de Mamões!

Sempre na mesma vista.

Anónimo disse...

Ora Ora
Como se embalagem valesse muito.

Caro FDM

Não se arme em virgem pura ofendida. Você insultou de forma tasqueira e desavergonhada quem o criticou.
Se alguém o chamar gay (e não é que há indicios disso), você, no cimo da sua cátedra, também insinuou que quem legitimamente o criticou era.

Uma coisa são as ideias, que podem e devem ser discutidas, outra o insulto. E ninguém esta para ser insultado, de forma terrorista, por um encapuçado.


Daí que eu diga aquilo que penso a seu respeito.
Você não tem nada de emigrante.
Você priva com quem critica e apunhala pelas costas.
Você só tem verniz, porque educação nao lhe deram.
Você é um novo rico tipo pato bravo, que se arma em educador das massas.
Você é um clone, no pior sentido da expressão.

Farto de Mamões... disse...

Caro Anónimo das 18H26 de 22JUL09:

Desde o início, a minha participação nesta caixa de comentários - e já lá vai mais de um ano, com alguns interregnos - tem-se pautado pela análise e crítica de situações, factos e acontecimentos.

Raramente há críticas pessoais, e quando as há, são respeitantes a figuras públicas, e com o intuito de chamar a atenção e corrigir o rumo.

Diáriamente os florentinos, os açorianos e os portugueses duma maneira geral são insultados e gozados por governantes, autarcas ou outras entidades com responsabilidades na gestão pública.

O que eu faço, assim como outros cidadãos que aqui se expressam livremente e noutros fóruns - é responder à letra aos insultos e aos roubos que são perpetrados aos cidadãos humildes e muitas vezes indefesos.

Prefiro defender e dar voz aos cidadãos anónimos do que ser o porta-voz dos interesses instalados e dos "mamões" que passam o dia a coçar os ditos.

Passe bem.

Farto de Mamões... disse...

Outros há que dizem que não sou Emigrante.

Até houve lá atrás quem tenha insinuado que o signatário era Imigrante (isto é, Português!).

Pois bem, como isto já está a cansar-me vou recorrer à eloquência poética do meu amigo Mário Jorge Garcia, companheiro da diáspora, que aqui neste videoclip
diz o seguinte:

«Vim d'Ámerca aqui fazer o meu papel....
......
Caguei-te Mariano»

####clickar no Nick####

Anónimo disse...

Os dois comentários de cima mostram o verdadeiro FDM.
O FDM com o verniz estalado, armado em "educador do povo".
O FDM prepotente, que não admite discordâncias.
O FDM que insulta e que volta a insultar.
O FDM guerrilheiro e terrorista.
O FDM boçal, tasqueiro e brutamontes do "caguei-te mariano", do "passam o dia a coçar os ditos".
O FDM sublimador do "Rosinha, que tal como tu, gosta de levar...".
O FDM que não se confina às ideias e que insulta, usando da mais baixa boçalidade.
Um FDM psicopata, que se esconde na sombra para gerir os ataques.

Valem de alguma coisa, as brilhantes ideias de uma personagem destas?

Se eu vivesse nas Flores, com um terrorista deste no meio disfarçado, cuidava-me.

Anónimo disse...

o farto de mamoes por este caminho ainda vai ser deputado no partido do Louça!
Vai uma aposta?

Anónimo disse...

Tenham dó ! O FDM já tem a sua idade. Tem pinta de escritor, pois há poucos dias lançou mais um livro. É homem do mar, ou pelo menos faz por ser, apesar de ter feito a sua vida em terra. Construiu uma valiosa obra que ajudará as gerações vindoiras a conhecer o passado da sua Ilha e das suas gentes. Não batam mais no ceguinho, ele até que diz umas boas verdades que dóem a algumas pessoas!!!

Farto de Mamões disse...

Caro Anónimo (repetente) das 22H24:

Confirmo tudo o que disse anteriormente.
O meu objectivo é discutir ideias e factos.
Se alguém quiser "pisar os calos" do FDM, eu responderei à letra, dentro dos limites das regras bloguísticas vigentes e garantidas pela Exma Administração do Blogue.

Parafraseando esse grande "cavador"(segundo a terminologia usada pelo saudoso Prof.Sousa Franco) e que hoje é o expoente máximo do nacional/chico-espertismo, actual CEO da Mota-Coelhone, Inc.:«Quem se mete com o FDM, leva!».

Tenho munições para todos...

Farto de Mamões... disse...

Relativamente aos comentários subsequentes já vos tinha garantido que não sou candidato a nada nem quero tirar o pão a ninguém.

Ainda lá atrás o anónimo reincidente no seu estilo tosco afirma «o FDM priva e bate nas costas da nata das Flores».

Esta observação alegadamente elitista fez-me sorrir.

Para mim a "nata" das Flores é o bom e humilde povo das Flores.

Dessa outra "nata" que circula e vegeta entre as vilas é que não tenho nenhuma relação.

Ainda há uns tempos vi um desses "senhores da dita nata" a comer no Braga e a palitar os dentes; outros emborcam de manhã à noite bagaços e macieiras; e ainda esta semana vi e ouvi um representante dessa nomenklatura a falar tão alto numa repartição pública que eu por uns instantes pensei que o desgraçado tinha fugido dalguma sanzala ou kilombo....

Se é dessa "nata" que o cavalheiro quis referir-se, estamos conversados...

Farto de Mamões... disse...

Todavia, o comentário mais maldoso é o do cavalheiro das 22H55...

Para não ferir susceptibilidades só lhe digo que não escrevo livros com recurso a recortes de jornais ou a excertos doutros autores...

Sou "calafona" mas não sou tolo!

Durmam bem!

Amanhã há mais.

Anónimo disse...

FDM é um psicopata.

Um esquisofrénico boçal e vernáculo.
Bem envernizado e polido pelo tempo.

É estupido e ignorante. Confunde "a nata" com a escumalha da politica que por aí anda.

Fala em palitar dentes. Como se não conhecesse arrotos, cerveja pelo gargalo, traques de semana e meia e as tascas e tabancas onde foi criado.


As ideias cristalinas de FDM não condizem com a sua dupla condição, nem com os insultos rafeiros que vai proferindo.

Farto de Mamões... disse...

Boa tarde, estimados leitores.

Só agora cheguei à minha "mesa de trabalho", que é como quem diz: "à minha picina".

Já estou com vestimenta leve (polo e calções), pois as minhas manhãs normalmente são ocupadas com transacções bolsistas on-line ou ordens para o meu corretor.

Como Vs. Exª.s sabem o mercado de capitais afundou-se e é preciso muito cuidado com esse tipo de investimentos.

Como o mercado de acções anda habitualmente no "vermelho", aconselho a investirem nos mercados cambiais, fundos de investimento de países emergentes, títulos do tesouro americano e acções só mesmo dalgumas "commodities". Nem os títulos controlados pelo meu amigo Berardo eu aconselho (em Fev.08 as acções do BCP estavam a 2 euros e tal e hoje estão a 0,754.É um afundanço do caraças!).

Depois desta introdução "antes da ordem do dia" vou "debruçar-me" sobre os comentários da sempre aguerrida e abnegada insurgência que quer tirar o juízo a "moi-même".

(Mas primeiro vou dar um mergulho para refrescar as ideias...)

Farto de Mamões... disse...

Sem perder pela demora, o esforçado Anónimo (super-repetente nos inflamados ataques ao signatário) voltou ao ringue pelas 01H15 da madrugada e não se coibiu de utilizar a adjectivação mais esdrúxula que esta caixa de comentários alguma vez presenciou.

Brindou-me com os epítetos mais estrambólicos, desde "psicopata" até "brutamontes", pelo que desde já agradeço e retribui essas deferências.

O cavalheiro, desde o início entrou aqui para me insultar de forma rasca e gratuita.
Nunca disse nada de jeito e não trouxe nenhuma ideia nova ou ideia com "valor acrescentado"ao debate em curso.

Como estava habituado, aliás como outros famosos insurgentes, a "largar guedelha" ou a contar quantos iatistas piolhentos entram diáriamente no porto, começou a espernear com um possesso.

Eu conheço bem essa fauna e só é pena o nosso Centro de Saúde não ter um Serviço de Psiquiatria especializado para atender aos casos mais exuberantes e gritantes.

Queixa-se o aborrecido insurgente que eu utilizei vernáculo ou que eu já não me lembro das "tascas ou tabancas onde fui criado"...

As boutades brejeiras que lhe dirigi em suporte interactivo são comummente utilizados pelo nosso povo sem carácter ofensivo e até são pronunciadas nos canais de televisão em "prime-time".

Quanto às "tascas" e "tabancas" só lhe digo que tanto ando à vontade nestas, como ando à vontade na savana africana, no Metropolitan Opera de New York, no Carnegie Center ou no Felsenreitschule de Salzburg.

Igualmente utilizo a linguagem ou o vocabulário à "vontade do freguês", e consigo, reconheço que até fui polido de mais.

Mas já que se queixa , o único "insulto" que lhe posso dirigir é que V. Exª não possui arcaboiço ou categoria intelectual para contraditar comigo...

Passe bem,

Farto de Mamões disse...

No meu comentário anterior falei no
Felsenreitschule Salzburg, um imponente edíficio com 300 anos, e onde se realizam alguns espectáculos no âmbito do Festival de Salzburg, na Áustria, e que é no meu ponto de vista, o melhor festival de artes e música clássica do Mundo.

Como na Ilha há, felizmente, muita gente com muito bom gosto e sensibilidade artística, relembro-vos que este fim-de-semana decorrerá esse Festival.

Presença sempre habitual é a Orquestra Filármónica de Vienna, que desta vez será dirigida pelo consagrado maestro Nikolaus Harnoncourt.

Aqui deixo-vos uma notável "performance" do referido Maestro, dirigindo a "Overture" de «Die Fledermaus» de Johann Strauss.

Para verem e ouvirem favor ###clickar no nick###.

Cordialmente,

Anónimo disse...

Em vez de resolverem do governo e a camara incentivar os jovens a fixarem-se nesta freguesia faz uma sede de junta de freguesia para andar às moscas e para as aranhas ocuparem. Em terra de gente tola o partido socialista é campeão na asneirada, continuem a votar nesta corja de politicos incapazes!
Viva ao bloco de esquerda!

Anónimo disse...

Os terceirenses usam a expressão "Contra toiros e gente tola, paredes altas".

Caro FDM.
Trepei a parede.

Farto de Mamões... disse...

Os micaelenses são mais espirituosos: "Eh tai asno!".

Anónimo disse...

é lementavel ver um presidente de junta ser lacaio e menino de recados do pereira!
E estes ditos senhores, machos latinos (sem os respectivos no sitio) ainda se acham muito homens!
Haja paciencia!

Anónimo disse...

Gentinha de má lingua!!!!
Criticando o bom trabalho dos outros....Invejosos!!!
Deviam ficar contentes com o projecto da nova sede da Junta da Caveira , uma freguesia pekena que não tem um centro de convívio nem um café onde a população pode conviver é de louvar o Maurício e o governo por este projecto!!!
viva Maurício!!! ès um grande Presidente e irás ser mais uns 4 anos!!! invejosos calem-se

Anónimo disse...

Brevemente o saco rosado da empresa municipal flores desinveste vai dar que falar e depois quero ver a cara de impávido deste sr. presidente de junta. O sábio suino continental é "licenciado" na corrupção.
Depois não digam que não avisei!
Cumprimentos ao zé do corvo sem lancha.