terça-feira, 28 de julho de 2009

Navio "Viking" já est[ar]á operacional

O navio "Viking", ainda aportado em Falmouth, no sul de Inglaterra, aguarda agora por melhoria das condições de navegação, para que seja dada ordem de partida para o Arquipélago.

Após alguns avisos de chegada do [navio] "Viking" à Região, a AtlânticoLine anunciou [ontem] que o navio já se encontra operacional, tendo sido submetido a uma intervenção na proa, devido a um rombo verificado quando o navio se encontrava já a caminho de Ponta Delgada [ilha de São Miguel]. A avaria num dos compartimentos da proa terá sido provocada pelo mau tempo e pela forte ondulação que se fez sentir, no trajecto entre Liverpool e Ponta Delgada.

De acordo com a AtlânticoLine, o rombo na proa nunca colocou em causa a navegabilidade do navio ["Viking"], tendo sido reparada no passado sábado. Assim, de acordo com a empresa de transportes marítimos, o [navio] "Viking" encontra-se já devidamente autorizado pelas entidades competentes, a [britânica] Maritime and Coastguard Agency (MCA) e a [italiana] Registro Italiano Navale (RINA), a retomar a viagem.

A AtlânticoLine aguarda agora a melhoria das condições atmosféricas adversas que se fazem sentir no local, de forma a dar ordem de largada do navio rumo a Ponta Delgada. Segundo avançou em comunicado, o “incidente agora verificado não irá provocar qualquer alteração dos horários ou qualquer modificação ao planeamento previsto pela AtlânticoLine para a utilização do navio "Viking" na operação de transporte marítimo inter-ilhas de passageiros e viaturas”, nos Açores.

Refira-se que a chegada do [navio] "Viking" estava prevista para o passado domingo.


Notícia: «Jornal Diário», «Açoriano Oriental», «Diário Digital», «A União» e jornal «Destak».
Em sentidos diferentes, podemos ler duas outras notícias: o «Diário Insular» [com leitura apenas possível para assinantes] noticia que a "data de chegada do navio “Viking” [está] envolta em silêncio", enquanto a RDP/Antena 1 Açores informa que "a AtlânticoLine garante que a primeira viagem [do navio "Viking"] realiza-se a 7 de Agosto entre a Praia da Vitória e as Velas (de São Jorge), tendo o navio sido obrigado a voltar para a Inglaterra quando já viajava para os Açores depois de ser descoberto que metia água junto a uma das hélices".
Saudações florentinas!!

72 comentários:

Anónimo disse...

Realmente estou com receio deste barco: é melhor que nunca chegue a Ponta Delgada pois temo uma história como a do famoso titanic. Gostava de saber que politica é esta no que diz respeito aos transportes, será que o governo vai mudar as estações do ano, ou seja a época alta para os meses de Outubro Novembro?

Começo a acreditar que o Bloco de Esquerda é a solução, precisamos de uma mudança!

Anónimo disse...

"A avaria num dos compartimentos da proa terá sido provocada pelo mau tempo e pela forte ondulação que se fez sentir, no trajecto entre Liverpool e Ponta Delgada."

E com o mar do Açores? O rombo nao vai voltar a abrir? Esse viking já deu muito problema... Cá eu nao ponho os meus pés em barco nenhum da Atlanticoline... viva à SATA (pena os preços...) Isso agora com os aviões novos é que vai ser... velharia po lixo que de coisas avariadas nao precisamos nós!!

Anónimo disse...

O problema do Mamões não são os crimes de lesa-Pátria apesar das coisas que já disse sobre Portugal neste blogue...

O problema do Mamões são os crimes de lesa-inteligência que aqui comete todos os dias!
Eu sinto-me lesado de cada vez que aqui venho procurar novidades sobre a ilha das Flores e só leio barbaridades da sua vida imagin... privada! E de quem os publica óbviamente! Está a conseguir demonstrar um aspecto positivo da censura...

A discussão dos comentários ultimamente é patética, assim como tentar descobrir quem é a figura... que interesse tem? Temos é de discutir de forma construtiva as questões da ilha!

Viva Portugal!

Il Duce

PS: Nesta altura já percebemos todos que anda aí muita ficção científica!

Farto de Mamões... disse...

0 barco "Viking" foi contratado para os 3 meses de verão, por mais de 2 milhões de euros.
Quase dois meses já foram à vida.
Gostava de saber por quanto é que vai ficar esta operação para o restante mês e picos...????

É preciso que se diga que este barco tem um historial de avarias bastante extenso, desde rombos na proa até problemas nos motores e na caixa de velocidades.

A própria empresa proprietária está inquieta para pô-lo com dono, isto é vendê-lo.

Eu não preciso andar nesse barco e aconselho a não andarem nele, sob pena de irem todos ao fundo.

Se entretanto disserem que "está tudo bem", alvitro que que as nossas "autoridades" no lugar de andarem de pastinha na mão de ilha para ilha nos aviões da SATA, devem passar a andar nesse "Viking" durante o Verão...

O exemplo deve vir de cima, ou seja, dos que "estão firmes e hirtos como barras de ferro"....

Anónimo disse...

será desta?

Fórum ilha das Flores disse...

Adenda informativa: o jornal «Açoriano Oriental» informa que o "[navio] Viking [afinal] não foi fretado pela AtlânticoLine"...

O contrato de aluguer do [navio] Viking à [empresa] britânica Steam Packet não foi, afinal, assinado pela AtlânticoLine. De acordo com a notícia avançada no Telejornal da RTP-Açores desta terça-feira [ontem], foi a empresa privada TransInsular quem fechou contrato com os ingleses para trazer o navio [Viking] para os Açores.

No entanto, conforme a mesma notícia [do Telejornal da RTP-Açores], os termos do contrato de sub-aluguer [da TransInsular] à empresa de capitais públicos [a AtlânticoLine] que gere os transportes marítimos de passageiros e viaturas na Região, não foi esclarecido pela AtlânticoLine quando contactada pelo canal [regional] de televisão. Assim como não foram explicadas as razões do sub-aluguer [realizado pela TransInsular] à empresa de transportes marítimos [AtlânticoLine].

No entanto, a notícia [do Telejornal da RTP-Açores] adianta que o teor da informação, ou seja, a identidade das entidades contratantes [a Steam Packet e a TransInsular] foi confirmada pela Atlânticoline.

Farto de Mamões.. disse...

Depois duma dramática quarentena o incomparável "Il Duce" (da Barroca de Cima, I presume),dá sinais de vida e volta à carga contra o signatário.

Incomodado com a vida bem vivida dum modesto emigrante, o "Il Duce" alvitra que «temos é de discutir de forma construtiva as questões da Ilha» e termina o seu soluço com um patético "Viva Portugal!"

Sr."Il Duce":

Eu comento todos os posts e todas as notícias aqui publicados(as), ora de forma crítica, analítica ou até construtiva.

Da sua parte é que nunca vi nem li nenhum comentário, nenhuma crítica, nenhuma análise nem nenhuma ideia com "valor acrescentado" sobre qualquer quer tema ou dossier da nossa querida ilha.

Só vislumbrei urros ao Salazar e patéticos "vivas" a Portugal.

E dessa postura concluo que V. Exª é um forasteiro (e quiçá, um mamão de alta estirpe!), não se interessa pela nossa Ilha e fica incomodado ler algumas coisas diferentes daquilo que está habituado a ouvir na esplanada....

Passe bem,

Farto de Mamões... disse...

O FDM não gosta de deixar as coisas a "meia galha" e ao ser interpelado pelo "Il Duce" quando este diz «o problema do Mamões não são os crimes de lesa-Pátria apesar das coisas que já disse sobre Portugal neste blogue....»

Vou responder recorrendo aos clássicos, como é meu hábito:

«.....
Portugal que com todos estes senhores, conseguiu a classificação do pais mais atrasado da Europa e de todo o Mundo!O paiz mais selvagem de todas as Áfricas!O exílio dos degradados e dos indiferentes!A África reclusa dos europeus!O entulho das desvantagens e dos sobejos!Portugal inteiro há-de abrir os olhos um dia - se é que a sua cegueira não é incurável e então gritará comigo, a meu lado, a necessidade que Portugal tem de ser qualquer coisa de asseado!»

Almada Negreiros
*parte final do famoso Manifesto Anti-Dantas, escrito em 1916

Passados quase cem anos sobre a publicação deste virulento texto receio de dizer que Portugal ainda está pior do que estava.

Insultos à inteligência (para quem a tenha!) é escrever como esse proto-fascista escreveu no mês passado no dia 23JUN09: «tudo dentro do Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado» ou ainda mais grave "pelo estado toalitário, omnipotentente, omnicompentente...omni-muita coisa».

Como vivi muito tempo fora dos Açores e principalmente nos EUA, as expressões anti-democráticas e anti-liberdade vomitadas pelo "Il Duce" não me comovem nem me impressionam, pois lá a liberdade de expressão é sagrada.

Contudo, o "Il Duce" devia agradecer muito ao blogue por divulgar essas ideologias totalitárias, pois se o blogue fosse dele de certeza absoluta que o lápis azul estaria "omnipresente".

E quanto à minha modesta pessoa não se enerve, pois, tal como o meu companheiro da diáspora, Mário Jorge Garcia, calafão de S.Miguel, «eu vim d'Amérca aqui fazer o meu papel...
....
trouxe uma mala e trinta embrulhos mais ou menos
"puderios" de shorts e sueras pós petchenos...»

Lembranças à prima,

Anónimo disse...

ahahah ó fdm o outro é que tira do sério... não te metas com jente mais entelegente que tu!

Anónimo disse...

Ainda não consegui perceber a importancia que essa barca tem para a felicidade de todos nós.

Anónimo disse...

FDM se está aqui mal, que se mude.

Não queremos ningém aqui infeliz.

Não é preciso esperar pelo barco. Temos aviões todos os dias.

Farto de Mamões... disse...

Quem vai ter de mudar vão ser vocês.

A mama, a sem-vergonhice e o desrespeito pelos contribuintes vão acabar.

Quanto a esses barcos "a cair de pôdre" já disse que não preciso deles.

(Pena é ver o dinheiro públicos desperdiçados nesse cagaçal...)

Até tenho dinheiro para alugar aviões.

Não viajo por "requisição" nem ando a "curtir férias" no exterior à custa dos contribuintes.

Farto de Mamões... disse...

Quanto ao anónimo das 13H47, que num português coevo me brinda com esta linda frase: «não te metas com jente mais entelegente que tu!», aconselho a ingressar nos programas das Novas Oportunidades (Velhas Tretas!) do Inginheiro de Domingo à Tarde...
Não ficarás mais culto, mas dizem que eleva a "auto-estima"....

Farto de Mamões.. disse...

Se alguém estiver preocupado com as minhas viagens, pois que fique.

Já disse que não preciso desse barco para nada (pois ainda não chegou a hora de escrever o
meu testamento)...

Também não me obriguem a passar "férias" no calhau ou nas poças "requalificadas".

Vou, sim senhor, à Suiça e se tudo correr bem ,darei ainda um saltinho ao Principado do Liechtsenstein...

(Ou pensavam que o FDM ia "torrar o coiro" para as praias do Algarve com um vulgar alarve?...)

Farto de Mamões... disse...

Corrigenda: em vez de «com um vulgar alarve?...» deve-se ler «...COMO um vulgar alarve?...»

Obrigado.

Anónimo disse...

eu já estou farto d ouvir tanta mentira sobre este barco que estou como tomé só acredito que o barco está nos açores quando eu o veja com os meus próprio olhos. e ontem na rtpaçores deu a noticia que foi outra companhia a fazer o contracto do barco e neste caso são dois a chupar na mesma teta.

Anónimo disse...

o barco saio ontem das flores dia 28 com os passageiros e os carros e só chega á terceira no dia 31 às 2,30 da tarde chegou ao faial à 1 da manhã e descarregou o pessoal como se fazia antigamente com o gado quando se embarcava para lisboa e ficam a tomar conta de si e a comer e dormir à sua custa e os deputados daqui das flores nada dizem sobre estas autentica vergonha sobre os florentinos abandonados na doca do faial.

Farto de Mamões... disse...

Acabo de ouvir na RTP-Açores a notícia que dois "passageiros" florentinos viajaram involuntáriamente no "Santorini", das Flores para a Terceira, pois estes ficaram retidos e "sequestrados" após colocarem no navio uma viatura dum amigo que entretanto viajava de avião...

Mais um episódio caricato da famigerada companhia dos "barcos encalhados".

Anónimo disse...

Mas que mau tempo é este ? um barco de 100 metros que nao pode navegar devido ao mau tempo . Há aqui alguma coisa mal contada de certeza . Vamos esperar pelos próximos episódios .

Fórum ilha das Flores disse...

Adenda informativa: o «Açoriano Oriental» adianta que o "[navio] Viking aguarda [em Inglaterra por] melhoria do tempo para [poder] viajar para os Açores"...

António Raposo [presidente da AtlânticoLine] esclareceu ainda à Agência Lusa as dúvidas que surgiram sobre o aluguer do navio: "o Viking foi fretado pela AtlânticoLine à TransInsular porque entendemos ser essa a solução mais vantajosa e preferível", afirmou, sem adiantar mais pormenores.

Fórum ilha das Flores disse...

Mais uma outra adenda informativa, desta vez com duas notícias da RTP/Açores.

A vídeo-reportagem que conta como o navio "Viking" afinal não foi fretado [à empresa inglesa Steam Packet] pela AtlânticoLine, mas sim pela TransInsular (que por sua vez sub-alugou o navio à AtlânticoLine).

E, ainda, a notícia do «Jornal da Tarde» [de ontem, quarta-feira, dia 29]: "Dois cidadãos da ilha das Flores que entraram no navio Express Santorini [apenas] para deixar um carro [de um amigo], acabaram por ter de fazer uma viagem forçada até à Terceira porque o navio fechou as portas e partiu."

Anónimo disse...

FDM, estamos contigo,não é porque um fascista retrogrado vomita a suas ideias que a maioria não concorda com o que escreves.

Anónimo disse...

Os indivduos(senhor Luciano e Abel)já regressaram à ilha das Flores no ATP Faial que chegou dia 29/07/2009 pelas 13h30.
Mas existe cada uma...de rabo traçado!

Anónimo disse...

Mas porquê até à Terceira se o barco parou na Horta . Ficou lá desde a 1 até às 8 da manhã. Acho que deviam estar os dois bem bebâdos para terem ido parar À Terceira

Farto de Mamões... disse...

Caro Anónimo das 11H32:

Obrigado pelo incentivo.

(Esse pobre diabo que aqui dá "vivas" a Portugal e que quer malhar com um barrote nas minhas costas não pode nem com um gato pelo rabo.
Ainda vai ter que comer muita papa Maizena, como diz o outro...).

A propósito de "Portugal" foi publicada uma sondagem onde o desejo dos portugueses se integrarem na Espanha é muito maior do que o desejo dos espanhóis nessa já muito previsível integração.

Pudera!Com a integração de Portugal nesse putativo estado ibérico, a Espanha só tinha a perder.Os espanhóis não são tolos...

(Este possível regresso às origens do Condado de Portucalense suscitará, aqui nos Açores, uma nova e revolucionária abordagem no que se refere à nossa auto-governação.
Antes morto do que tuga-castelhano!)

Anónimo disse...

Fui de férias à nossa linda Ilha das Flores e levei o meu carro, e tinha o regesso para o dia 30, mas houve alteração na data para o dia 28 e tude muito bem até aqui. O pior foi daqui para a frente que estava fazendo conta de chegar à Terceira no dia seguinte mas ao falar com a menina responsavél pelas passagens nas Flores me disse que só chegaria à Terceira no dia 31 às 2,30 da tarde. Ora fiquei irritado por esta atitude mas não culpando a menina mas sim os grandes responsaveis por esta grande bagunça que eu já tinha pago a passagem ir e voltar à Terceira mas teria que ficar no Faial a dormir e comer à minha custa até ao dia 31.Erritado com os acontecimentos telefonei para a Sata a pedir se teria lugar para eu viagar para a Terceira no dia seguinte o que me foi confirmado que sim e lá paguei mais uma passagem para regressar a casa. Ontem e já em minha casa recebo uma mensagem no meu telemóvel da Atlânticoline a informar que o barco já não ia às Flores no dia 30. Esta foi a minha primeira viagem de barco e a ultima só tenho a dizer nunca mais nunca mais. Rui Machado.

Farto de Mamões... disse...

O testemunho do Sr.Rui Machado é deveras eloquente e só demonstra que aquela companhia dos "barcos encalhados" já anda a ultrapassar das marcas e a gozar com o pagode.

Com a gestão desses incompetentes que "estão firmes e hirtos como barras de ferros" o transporte maritimo de passageiros nos Açores já deu o que tinha a dar...

Um turista, emigrante ou cidadão açoriano que queira viajar inter-ilhas ou estabelecer ligações com outros meios de transporte (aviões) está completamente impossibilitado de viajar neste "esquema" de transporte e horários, pois arrisca a não apanhar as ligações de regresso, a perder emprego ou até ficar com a viatura retida noutra ilha.

Entretanto a companhia já noticiou que a "nau catrineta" já saiu de Inglaterra...

Depois de 13 anos e de 100 milhões de euros gastos neste dossier, os Açores ainda vão voltar aos tempos dos famosos iates "Terra Alta" e do "Sto Amaro" (mas estes não engoliam tanto milhão!...).

PQPs!

Anónimo disse...

Ó Mamões... que desespero!

Em primeiro lugar e antes de mais... nunca existiu Condado de(?) Portucalense... existiu Condado de Portucale ou Condado Portucalense...

Em segundo lugar, a questão visava uma união com Espanha e não uma integração...

Em terceiro lugar, é só para lembrar que já são mais de 800 anos de História... os Mamões e os fartos de mamões vão passar e Portugal vai continuar!

Viva Portugal!

Il Duce

Farto de Mamões... disse...

Nos serviços noticiosos da RTP-Açores foi anunciado que o famigerado navio "Viking" já vem em direcção aos mares dos Açores.

Espero sinceramente que nada aconteça de mal a esse barco no nosso mar oceano.

Em homenagem ao nosso lindo, grandioso e super-azul mar dos Açores, deixo-vos aqui uma linda canção da autoria do nosso patrício açoriano Eduardo Mourato, denominada "O MAR DOS AÇORES", aqui cantada com sotaque de "s'miguel" por um animado grupo de amigos meus do Canadá:

....

«Quando eu era menino
Eu brincava à beira-mar
Olhando o céu azul
ao ver as ondas do mar..»
.....

«Quando eu emigrei
Pensava nunca mais voltar
....
Eu já estou voltando
Á terra onde nasci...»

####clickar no Nick FDM####

Enjoy!

Anónimo disse...

A FDM e ao DUCE


Expliquem-me, por A+B em que medida é que esse navio concorre para a nossa felicidade e salvação das nossas almas?

Quanto mais o barco se atrasar menos o erário público pagará.
Que lhe rebente uma hélice!

SE o FDM andou pelos cantos do mundo, fê-lo porquê?
Porque naturalmente as coisas nem sempre lhe correram bem.
Enforcou-se por isso? Não.
Atirou-se da rocha abaixo? Não.
Manteve-se muito provavelmente hirto como uma barra de ferro, lutou, e se calhar, começou dolorosamente de novo.

A Polónia e a Holanda, na segunda grande guerra, levaram com alemães, ingleses, franceses , russos e americanos em cima que lhes roubaram, destruíram património, desvastaram milhões de vidas e induziram miséria. Com preservação recomeçou-se de novo.

Nas vidas particulares como nos governos, há contrariedades.
Os politicos, pelo facto de serem eleitos, não tem dotes de santidade.

Esta historieta do barco põe muita gente a salivar.
Não é por causa do barco em si.
É para abaterem politicamente quem desejam.

Por isso vao falando. Enquanto falam, brigam e insultam, como se a salvação do mundo dependesse disso, não fazem coisas piores.

Remédio Diácono

Anónimo disse...

Remédio Diácono,

sobre a necessidade da existência do Viking e do seu serviço, sobre a sua capacidade, não comento porque não estou nem documentado nem habilitado para tal.

De qualquer forma, parece-me que se se partiu para a aquisição e se o mesmo está atrasado perdemos todos com isso. Os potenciais passageiros e quem o paga sem tê-lo (nós os contribuintes que pagam impostos em Portugal). Posso estar errado e virmos até a ser ressarcidos...

Quanto a abater alvos políticos, não entro nesses joguinhos nojentos de bastidores. Não me interessam nem preciso deles! E não me comprometo!

O meu compromisso é com Portugal... e com muita preserverança!

Il Duce

PS: Gostei do seu comentário e achei interessante, assim conseguimos dialogar sem baixar o nível (como alguns que nem o têm e não é por beber bacalhoa que o terão)e, eventualmente, chegar a conclusões úteis! Espero que a minha resposta esteja à altura!

Anónimo disse...

e o joao e henrique esses apanharam o vapor!!

Anónimo disse...

o navio afinal e transisular

Anónimo disse...

Ser governante é como ser mordomo das festas do Divino.

Eu já fui. Fiz o que pude. Sacrifiquei-me e sacrifiquei a minha familia. Gastei dinheiro que era meu.

No fim, certa canalha disse-me o que não se diz aos cães e fiquei por muita gente mal visto.

Nunca mais.

Anónimo disse...

Ao cidadão FDM.

Devemos ser consequentes com o que afirmamos.
Todos temos obrigações civicas.
E uma delas é denunciar quem rouba aquilo que é de nós todos.
Se calamos, somos coniventes, ou, pior, iguais!

FDM que diga quem é que viaja por requisição e passa férias à conta dos contribuintes.

Quem?
Quando?
Onde?

És homem ou não és?

Farto de Mamões... disse...

O cibercidadão FDM confessa que hoje não tem tido muita disponibilidade para blogar.

Quanto às interpelações que me foram dirigidas, para já faço estas singelas observações:

-Não tenho qualquer angústia existencial se esse famigerado barco vier ou não; se andar à superfíce ou se fôr ao fundo.
Contudo, constanto o grau de pouca exigência que muitos cidadãos desta ilha, e em especial os contribuintes, têm em relação aos gastos públicos.
Ainda esta semana foi noticiado que a Ministra da Saúde da Alemanha foi severamente censurada pela associação dos contribuintes alemães e pela imprensa por ter ido passar férias no Sul de Espanha com a viatura e condutor que lhe estava atribuida.
Ela já reconheceu o erro e já pôs o seu lugar à disposição.

Aqui, há muita gente ignorante a pensar que as entidades públicas (governo, autarquias e empresas públicas) quando gastam dinheiro, estão gastando o dinheiro "deles"...
Santa ignorância!
Podem defecar em cima destas "cabecinhas da cana roca" que aindam pedem "bis";

-Um outro desgraçado diz que já foi mordomo das festas do Espírito Santo e queixa-se de ter gasto o seu dinheiro nessas festas, e incrivelmente, compara a sua acção a um governante.

Pergunto: algum político, por muito modesto e sério que seja, põe dinheiro seu no Governo, nas câmaras, nos serviços públicos ou nas empresas públicas?

Ou não será precisamente o contrário?

Ou será que vão para esses cargos com muito "sacrifício" e com um voluntarioso espírito de "serviço público"?

(Nas campanhas para as próximas eleições vamos ver os candidatos a levantarem dinheiro dos bancos em seu nome para fazerem bem aos pobrezinhos...)

Anónimo disse...

Caro Fdm,o seu comentário é "cheio" de razão.
Cordialmente,até amanhã.

Insulas......

Farto de Mamões... disse...

Quanto ao comentário do anónimo das 21H48,a demagogia é de tal ordem que deve pensar que todas as pessoas que ele conhece são parvas...

(O verdadeiro problema - muito português e que está impregnado há muito tempo na administração da «res pública»!- é que a "corrupção" dos costumes, está muitas vezes, plasmada na lei.)

Como diz o outro, está tudo legal...e a fama é como a do antigo brandy Constantino: "já vem de longe"...

(Ele é viagens por dá aquela palha; ele é atestados (quem não se lembra dos abusos dos professores do Continente que ficavam muito "doentes" por altura do Natal e da Páscoa!); outros ficaram "doentes da cabeça" quando perderam eleições ou algum tachinho;tratar da sua vida privada em hora de expediente; "limpar a ferramenta" uma hora antes da hora de encerramento; funcionários a fumar e a beber cafés como loucos durante o dia de trabalho,etc,etc.!

Tudo na boa.

Afinal, "eles" é que pagam...

(Há três ou quatro anos um general do Pentágono e estratega da Guerra do Iraque foi destituido pelo simples facto da mulher dele ter viajado de avião com ele à custa do tesouro...)

Fórum ilha das Flores disse...

Mais outra adenda informativa:

“TransInsular não vai receber rigorosamente nada [pelo sub-aluguer do navio Viking], a não ser a simpatia da AtlânticoLine e da Região”, assegurou o presidente do Conselho de Administração da AtlânticoLine, António Raposo, quando questionado pelo «Açoriano Oriental» sobre eventuais contrapartidas [da empresa pública regional Atlânticoline] à [empresa privada] TransInsular pela contratualização do afretamento do Viking [à empresa britânica Steam Packet]. No passado mês de Maio, o «Açoriano Oriental» informava que a “despesa total do fretamento do navio Viking e da sua adaptação está estimada em 2,2 milhões de euros”, revelou António Raposo [presidente do Conselho de Administração da AtlânticoLine].

O «Jornal Diário» e o «Açoriano Oriental» informaram [ontem, sexta-feira, dia 31] que “o navio Viking já saiu do porto inglês de Falmouth com destino a Ponta Delgada [ilha de São Miguel], onde deverá chegar ao princípio da tarde deste sábado para integrar a operação de transporte marítimo de passageiros entre as ilhas dos Açores”.

Anónimo disse...

FDM não responde.
Não cumpre com as obrigações civicas que tem pelas seguintes razões:
- porque não diz quem são os ladrões que viajam por requisição e passam férias à custa do erário público;
- porque não diz quem é que faz viagens por "dá cá aquela palha" à custa de todos nós;
- porque conhece professores que arranjam atestados e viajam e cala (recordo os comentarios de FDM quando há dias houve quem tentasse acabar com isso);
- porque esconde quem trata da sua vida privada em hora de expediente;
- porque sabe quem "limpa a ferramenta" uma hora antes do encerramento e não denuncia;
- porque sabe onde estão os funcionários que fumam e bebem cafés como loucos durante o dia de trabalho, e não os chama à atenção e não denuncia.

FDM prevarica muito mais do que aquilo que anonimamente denuncia. Porque tem mais formação e por isso tem mais obrigações.
Tem obrigação de usar os seus dotes de forma responsável, séria e construtiva, para mudar as coisas.

Se a "corrupção" dos costumes, está plasmada na lei, nao cabe ao anónimo FDM contribuir para "desplasmar"?

Se "a (má)fama já vem de longe" não cabe ao FDM quebrar o ciclo e contribuir para que os seus filhos e netos não digam o mesmo?

Acaso em Portugal as leis permitem que os ministros usem viaturas oficiais nas férias e as esposas viajem pela sucapa à conta do erário público?
Não, não permitem.
Só permitem na medida em que nós, eu, o anónimo FDM e os outros que dão por isso (os parvos) vêem e se acorbardam.
De uma coisa não devemos ter dúvidas. Os nossos filhos e os nossos netos, um dia, vão-nos pedir contas.

Anónimo disse...

Anónimo madrugador,

conseguiu resumir um pouco daquilo que venho a dizer de há algum tempo a esta parte... Obrigado!

Mas também já todos percebemos que FDM tem tanto de farto como de cobarde e traidor!

Viva Portugal!

Il Duce

PS: FDM já acabou de empacotar as coisas?

Farto de Mamões... disse...

Meus amigos insurgentes:

Agora estou numa "party" com amigos meus, mas prometo que mais tarde responderei às vossas sempre obtusas aleivosias.

Quanto ao "Il Duce", capitão dos carabinieri da "cana roca", e em virtude do seu irredutível amor pátrio vou dedicar-lhe o "Hino do Capitão Moura", cuja divisa é a seguinte:

*Honesto* Corente*Justo*Imparcial

«Eis o nosso heroí
Tens do Ghandi o coração
E a coragem dum Cowboy
Capitão Duce é a luz de todos nós
Do pai, da mãe, da tia
E dos egrégios avós

És a força do oprimido
Dominas qualquer assunto
Vamos-te homenagear
Sobre a forma de presunto»

Ler isto enquanto ouvem o Hino do Capitão Duce!

####Clickar no Nick FDM####

Farto de Mamões.. disse...

Anónimo(a) das 08H31:

Quando saires à rua, aqui nas Flores, em S.Miguel ou noutro sítio olha para a cara deles e diz-me se tenho ou não razão...

Farto de Mamões disse...

Ainda não foi há muito tempo que o S.R. da Educação acabou com a pouca vergonha de haver quase 100 professores requisitados por "sindicatos" pagos pelos contribuintes e que passavam grande parte do tempo a viajar dum lado para o outro em "reuniões"....

Ainda vão acabar por dizer que o País está no fundo e é por causa do FDM!

Vão mas é dar banho ao cão!

Anónimo disse...

eu já sou como tomé só acredito que o barco está nos açores quando eu estiver mesmo ao pé dele. F J

Anónimo disse...

Caro FDM

As aparencias enganam. E você, melhor do que ninguém, percebe isso.

Deve existir gente séria e honesta, com sentido do dever, e deve existir quem não presta.

Estes últimos você diz que conhece. Sabe que nos roubam. Intui que nos hipotecam o futuro. Mas acobarda-se e não diz quem é.

Que credibilidade tem pois o barro que, de forma encapuçada, atira à parede?

Anónimo disse...

eu sou contra certas coisas que o farto de mamões escreve mas sou a favor de outras. precisava nas flores uns tres ou quatro fartos de mamões iguais para as flores ser vista nos açores como ilha dos açores e não ilha despresada.

Fórum ilha das Flores disse...

Outra adenda informativa...

«Açoriano Oriental» noticiou [ontem] que o “navio Viking já está em Ponta Delgada”: o navio Viking encontra[va]-se [ontem] atracado no porto de Ponta Delgada [ilha de São Miguel], onde chegou ao princípio da manhã [de ontem, sábado, dia 1], quase um mês e meio depois [e três sucessivos adiamentos] da data prevista para iniciar o transporte [marítimo] de passageiros entre as ilhas açorianas. A primeira viagem do [navio] Viking está marcada para [a próxima] quarta-feira [dia 5], numa ligação entre Ponta Delgada [ilha de São Miguel] e Vila do Porto, na ilha de Santa Maria, disse à Agência Lusa, António Raposo, presidente da AtlânticoLine, empresa responsável pelo transporte marítimo de passageiros no arquipélago.

«Diário de Notícias» informou [hoje] que há um “armador norueguês interessado no negócio do navio Atlântida [que o Governo Regional dos Açores rejeitou]”.

Anónimo disse...

voces podem dizer que o navio viking está nos açores mas eu não acredito só acreditarei quando e com os meus próprios olhos o esteja a ver encostado ao porto das lajes.

Farto de Mamões... disse...

Caro Anónimo(a) das 00H57 DE 02AGO09:

Como não sou comentador profissional à semelhança do Prof.Marcello, só agora arranjei alguma disponibilidade de tempo para lhe responder.

A função do comentador não é substituir-se às "entidades" competentes e aos cidadãos eleitos com funções de fiscalização e escrutínio da actividade pública.

Os comentadores - e bem assim os blogues - alertam os seus leitores e a sociedade em geral para os males de que esta padece.

O signatário, na qualidade de comentador "residente" deste blogue
aborda as questões, as realidades ou as eventuais irregularidades/ilegalidades de forma a geral e abstracta.

Óbviamente que eu conheço o enquadramento legal dessas questões e como não sou polícia,inspector administrativo, magistrado ou deputado, não vou aqui dizer que o José da Grota passa o dia na aerogare à espera do transal; não vou dizer que o Felisberto do Monte passa o dia a tratar da sua vidinha pessoal enquanto o salário público está garantido; não vou dizer que a menina Aurora da repartição passa o dia à porta a fumar e a mexericar; não vou dizer que o chefe de determinado serviço foi a S.Miguel a uma "reunião" que poderia ser substituida pelos actuais meios tecnológicos, etc.

O que se passa na Ilha passa em escala maior nas outras ilhas e já não falo nesse antro de despesimo, corrupção e roubalheira que é o Continente Português.

Nos diversos discursos proferidos por Sua Excelência, o Presidente da República, na qualidade do mais alto magistrado da nação,ele aborda sistemáticamente as questões da corrupção, do desperdício dos recursos dos contribuintes, da má-governação e da cada vez maior injustiça e desigualdades sociais.

Mesmo ele, nos seus discursos, nunca disse que o ministro A, o dirigente B ou o agente C da administração pública puseram a "mão na massa" ou cometeram alguma outra ilegalidade.

Como vivemos numa sociedade democrática e num estado de direito (alegadamente), existem mecanismos e orgãos próprios para disciplinarem e moralizarem a nossa "res publica".

Sendo assim, é da mais pura demagogia e da mais insolente cretinice vir "pedir" ao signatário que apresente "a la carte" a lista dos eventuais prevaricadores (não quero provocar nenhum "bug" neste blogue com essa lista).

Essa sua posição revela algum mal-estar ou alguma má-consciência como agente da função pública ou como agente politico.

PS: Quanto ao "apoio" que recebeu da capitão "Duce" ofereça-lhe o presunto....Ele merece!

Anónimo disse...

O que é da mais pura demagogia e da mais insolente cretinice é mandar "bocas" sem as provar.
Mentiras descaradas, com o propósito de desacreditar pessoas e instituições.

As acusações de FDM das duas uma. Ou são falsas, feitas com claros propósitos politicos, ou são verdadeiras e o signatário é um cidadão irresponsável, muito pior do que quem prevarica.

Ricardo Alves Gomes disse...

Os advérbios de modo não levam acento.

Por exemplo, se escrevermos que, "... o comentador residente que é da Ponta da Fajã escreve aqui diariamente ...", o advérbio - diariamente - não leva acento no primeiro "a".

Ninguém está livre de um lapso ortográfico, seja por descuido ou qualquer outra indução em erro.

Não é pretensão de "apontar o dedo" à ortografia que está aqui em causa, para mais, tratando-se de alguém cuja elevada erudição cultural e cuidada escrita costuma verter, reconhecidamente.

Com efeito, a Língua é um património dinâmico, sendo revista de tempos a tempos. A comprová-lo aí está presente Acordo Ortográfico.

A falha também seria de somenos, ou os acentos nos advérbios não tivessem existido, tendo acabado por ser suprimidos - no Acordo Ortográfico de 1973.

O fito é outro.

A questão conduz-nos a alguém que aprendeu bom português antes da década de 70.

Quem eram os florentino que aprediam bom português nesse tempo?

Aqueles que frequentavam o Seminário da Diocese, por exemplo...

Farto de Mamões... disse...

Caro Anónimo(a) das 23H20 DE 02AGO09:

Apesar dos meus esclarecimentos V. Exª continua a insistir numa argumentação insolente , cujo objectivo não é negar a existência dos problemas e abusos que apontei, mas sim montar uma manobra de diversão para apanhar o signatário em contramão.

Já ando por aqui algum tempo e sei como é que a "justiça" e a "politica" portuguesas funcionam.

De facto o FDM diagnosticou a grande doença que está há muitas décadas Portugal, e que é transversal a toda a sociedade e é igualmente vertical (a corrupção e a negligência vai da base ao topo da pirâmide).

Nos últimos tempos o Sr. Presidente da República, Sr.Bastonário da Ordem dos Advogados, o PGR, o Presidente do Supremo Tribunal, líderes partidários, jornalistas e comentadores avençados falam e argumentam sucessivamente sobre a CORRUPÇÃO (material, moral e dos costumes) que grassa e assola Portugal, desde o mais ignoto local ou serviço até às super-estruturas do Estado.

Ainda recentemente o Tribunal de Contas - através duma comissão especializada - diagnosticou a percepção destes nefastos fenómenos na sociedade portuguesa e o seu veredicto foi bastante severo e preocupante.

Posto isto, como é que se pode exigir a um modesto cibercidadão (ainda por cima detentor de passaporte estrangeiro) a publicação duma "lista", quando todos os outros ilustres palestrantes pagos pelo erário público não apontaram ninguém?

(Tenho a convicção que esta "doença crónica" que assola Portugal só pode ser combatida e debelada com mais educação e instrução desde os bancos da escola; com a abertura à sociedade
de novas regras de representação politica -circulos uninominais-; liberalização total da economia; descorporativização da sociedade e a instituição dum sistema de justiça semelhante ao americano, onde a soberania reside sempre no povo e não em instituições/corporações abstractas do Estado - nos EUA os promotores, os juízes e os xerifes em determinados níveis são eleitos pelas respectivas comunidades e é perante elas e a Lei e a Constituição que prestam contas.
Só uma grande revolução de mentalidades poderá alterar o actual estado de coisas).

Ricardo Alves Gomes disse...

P.S.
- na penúltima linha, onde se lê "florentino" deverá ler-se "florentinos", como é fácil de perceber.

Farto de Mamões disse...

Exmo Senhor Ricardo Alves Gomes:

1.Ainda há poucos dias V.Exª entrou por este blogue adentro esbaforido, empunhando e brandindo a espada da "honra" e da "dignidade" como reacção às insinuações malévolas efectuadas por alguns comentadores deste blogue, os quais confundiam deliberadamente o ilustre colega comentador com o signatário.

Nessa altura - e como foi "exigido" por V. Exª.- fiz o respectivo desmentido e penso que o auditório ficou bem esclarecido.

Agora, qual não é o meu espanto, V.Exª acaba de fazer o mesmo tipo de insinuações que diz ter sido "vítima", apontando de forma leviana e irresponsável um modesto cidadão (presumo eu..) que vive na Ponta da Fajã e que, segundo as vossas fontes, é um antigo seminarista.

Ora, isso é muito feio... e daqui, para salvaguarda da integridade física desse cidadão, o FDM comunica que nunca o vi mais gordo, magro, careca,etc.

Coerência, precisa-se...

2.No que se refere aos advérbios de modo, agradeço o seu reparo, pois como aprendi gramática e sintaxe portuguesas antes de 1973 e como andei muito tempo no estrangeiro, por vezes escrevo erradamente os advérbios de modo com acento (aqueles que provinham de palavras acentuadas).

Doravante serei mais cuidadoso, pois folgo em saber que tenho uma miríade de fiscais à minha volta...

Cordialmente,

Ricardo Alves Gomes disse...

Ó "Freguês",

O seu "texto" é muito bonito e cheio de mesuras. Mas não me alegra.
E essa manha velha de "virar o bico ao prego" já está gasta e também não serve.

Isto é muito simples:

1. Há um ser tão rastejante como cobarde (sim, pois alguma erudição de Seminário nada tem a ver com carácter) que anonimamente adopta o pseudónimo neste Fórum de - "Farto de Mamões";

2. Independentemente do que se possa dizer das opiniões que aqui expressa (por vezes até concordo, mas isso agora não é para aqui chamado e um dia havemos de ter pachorra para lhe dar uns toques), o certo é que houve quem lançasse lama sobre o nome daquele que assina o que escreve, pretendendo confundir os leitores, como se RAG e "Farto de Mamões" fossem duas caras do mesmo autor. E não são!

3. É verdade que quando vim desmentir categoricamente essa mentira malvada e filha do demo, apareceu o "Farto de Mamões" a dizer que não me conhecia de lado nenhum, que não era RAG, que é um cidadão virtual, blá, blá, blá...

4. Numa primeira reacção, de boa-fé, aceitei o desagravo;

5. Acontece que dizer isso seria válido se o "Farto de Mamões", se deixasse de paneleirices e fosse homem para assumir o que escreve, devidamente identificado;

6. Mas não. O mamão - "Farto de Mamões" continua a "dar-lhe", numa atitude de conivência com a dúvida que perdura. É que não basta dizer que não desconhece. Isso qualquer bandido de meia tigela sabe fazer!

- É preciso é ter "espinha" não só para assumir quem é (ou terá problemas de personalidade?) e não permitir que qualquer pessoa real que visita as páginas deste Fórum fique na dúvida sobre se a abjecta figura não poderá ser Ricardo Alves Gomes;

- Todo e qualquer indício que venha a recair sobre quem quer que seja passa a ser da responsabilidade do "Farto de Mamões";

- Significa isto dizer que o ónus prova é seu, ó Freguês!

- E não só. Mais. Se alguém vier a ser injustiçado é ao cidadão virtual sob o pseudónimo de "Farto de Mamões" que tem que pedir contas!

- Ou nos compêndios da Latim de que se costuma socorrer isto não vem lá?

- Se é da Ponta ou não, mais daqui ou dali, não sei (ainda). Mas que o engodo com que prejudica os outros vai ser passado de ponta a ponta, lá isso vai!

P.S.- O "Farto de Mamões" escarra todos os dias no Estado. Até tem razão, às vezes...

Mas é curioso que quando começa a baixar degraus na hierarquia da Administração (Central, Regional, Local) só esta última, e para um dos lados da Ilha é que fica a salvo. A administração de parte da Ilha, essa, fica sempre de fora da sua crítica feroz...

Pois é, pois é... é cão que não morde a mão do dono. Desde que o dono o empanturre bem empanturrado o nosso Freguês já não vê incompetência nem corrupção...
Pelo menos na rua dele e arredores...

E essa é que é essa!
Seja lá quem for!

Isto não são cascalhos.
São verdades, como pedras do "rolo".

Anónimo disse...

Seria interessante saber-se o que faz uma viatura oficial da Câmra Municipal de Santa Cruz das Flores estacionada na propriedade privada que o Senhor Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz tem na freguesia da Fajã Grande. Apesar dos portões fechados e de estar estrategicamente bem estacionada, a esta hora ainda lá continua para quem quizer tirar dúvidas. Quem não tem dúvidas é o Farto de Mamões a denunciar casos destes. Aos outros aconselha-se uma visita ao local.

Anónimo disse...

Como diria o "outro",porque será,????
Muita parra pouca uva.

insulas corvis marinis

Anónimo disse...

Esse carro esta a incomodarte?Tens alguma coisa a ver com isso?
O nosso presidente e a familia estão sempre a trablhar para o para a nossa terra

Farto de Mamões... disse...

Exmo Sr. Ricardo Alves Gomes:

Como já tinha dito anteriormente não quero alimentar polémicas estéreis nem quero dedicar-me a jogos florais com V. Exª.

Inicialmente - e não tendo o signatário a obrigação de lhe dar qualquer satisfação - colaborei com V. Exª no "desagravo" solicitado.

Fi-lo com "fair-play" bloguístico, na convicção que isso poderia ser útil ao esclarecimento do auditório.

Relembro que nunca lhe dirigi a palavra; nunca fiz qualquer juízo de valor em relação a V. Exª,. e muito menos o critiquei quanto à sua vida pública e privada.

Se alguém sugeriu o que não devia, tem V. Exª. uma solução: vá ter com ele ou com eles.

Ainda me lembro dum tal comentador "Jacob" do Canadá(?, penso que deveria ser dalguma canada nova...) que fez palpites em relação à sua pessoa e eu próprio, antes desta polémica, reprovei essa insinuação.

(Ainda estou para perceber como é que alguém no seu perfeito juízo poderá confundir o FDM com V. Exª...)

Não obstante tudo isto, V. Exª. continua em insistir insolentemente no mesmo besunto de raciocínio e a mandar "bitaites" que eu não lhe admito.

Ainda ontem lhe disse que a "coerência" de V. Exª deixou muito a desejar quando procedeu com outrem da mesma forma que diz ter sido "vítima".

Mais lhe digo, PRETO no BRANCO, quem não quer ser confundido com V. Exª é o signatário.

E não é com essa linguagem de carroceiro que me intimida pois não lhe reconheço qualquer "autoridade" ou "inerência".

Você ainda é muito muleque e, se não sabe, devia saber, a liberdade de expressão é um direito constituicional.

Quanto aos anónimos ou pseudónimos que circulam aos milhões nos foruns e nos blogues, eu também, e bem assim, a maioria doutros cidadãos poderiam queixar-se da sua "personalidade" ter sido raptada por essa via.

A vossa pesporrência e arrogância balofa demonstra à saciedade que V.Exª tem um grave problema de afirmação , mas desta vez não conte com o FDM para resolver.

Passe bem,

Ricardo Alves Gomes disse...

Sr. “Farto de Mamões”,
PARTE I
Está muito enganado! Em toda a linha. Digo-lhe porquê, de uma penada só e PRETO NO BRANCO:
1. Quem não quer alimentar polémicas não se auto intitula de “comentador residente” e não debita quotidianamente, sob forma de comentário encapuçado, os “escarros” que o Sr. aqui vem fazer (independentemente de até poder ter razão nalguns assuntos). Quem toma posição pública está à partida sujeito à polémica, para mais tratando-se de um mascarado. Ou acha que isto é como no seu tempo mais glorioso, em que falava de “cátedra” e as almas apenas diziam ámen?
2. Não pode confundir-se uma certa erudição com verdade (a propósito de erudição, relembro-lhe que alguém lá por ser capaz de enunciar o nome dos poetas russos de A a Z, não significa que seja necessariamente culto) e, muito menos, feitio com carácter!
Quanto a estas últimas, o Sr. pode vir com o Latim todo que aprendeu e estar a mentir como quantos dentes tem na boca, e ao usar um estilo cheio de mesuras e salamaleques, subjacente à prosa pode estar um articulista com a “espinha de um congro”;
3. De facto, quanto mais escreve, da forma como o faz (já vi algures por aqui uma interpelação que lhe foi feita que o embatucou) mais parece, diga-se, não passar de um bandalho que só é diferente da corja que campeia porque domina um pouco melhor a Língua Portuguesa;
4. Por outro lado, agora que se lhe começa a estalar o verniz (embora se esforce por manter essa postura sonsa) percebe-se que o que Sr. não está habituado é às responsabilidades, consequências e virulências do debate ou da peleja, pois parece julgar que pode dizer o que quer sem “apanhar encosto”;
5. Não venha dizer, portanto, que não admite, que a liberdade de expressão isto ou aquilo, que não reconhece autoridade, e socorrer-se de outros argumentos que tal, pois nada disso se lhe aplica.
Quantas vezes serão necessárias para que o Sr. perceba que a partir do momento em que alguém atribui a outrem certos comentários, confundindo no caso (negligente ou dolosamente) o Sr. com o autor destas linhas, toda e qualquer suspeita, insinuação ou alfinetada passam a ser da sua inteira responsabilidade?
6. Não basta que o Sr. diga que não conhece RAG de lado nenhum (pelos vistos agora já conhece, ou será que mentia da primeira vez). Tem muito mais dever que isso – não só desmentir, como não ser conivente caso continue a pairar dúvida ou até, em último recurso, vir revelar quem é de verdade;
7. Com efeito, é preciso ter muito descaramento para hipócrita e manhosamente vir insurgir-se contra qualquer linha que indicie o presumível cidadão que usa o pseudónimo “Farto de Mamões” quando, nem mais nem menos, o mais subtil dos palpites puder errar o alvo, situação que só acontece porque o auto-intitulado “cidadão virtual” acha que pode refugiar-se nesse estatuto e lava as mãos como Pilatos!
8. Por outro lado, essa do cidadão virtual não reconhecer autoridade e ficar todo empertigado só por ter levado uns toques tem muito que se lhe diga.
O Sr. não tem que admitir, reconhecer, deixar de admitir ou de reconhecer! Isso seria assim caso se identificasse (e ainda era assunto para se ver). Como não o faz, e como um boneco virtual não tem direitos de personalidade, há-de ter paciência para ouvir das boas;
9. Tenho toda a autoridade, legítima, uma vez que, objectivamente, a sua máscara me prejudica, não só para o criticar sem apelo nem agravo, como também para lhe dizer que o Sr. é corrupto, aldrabão, oportunista, dissimulado, cobarde, mentiroso, calunioso, presunçoso, etc, etc, etc…
10. Quando diz que os blogues estão pejados de anónimos (com ou sem pseudónimo) diz bem. Esquece-se é que ao “abrigo” do anonimato adopta um estatuto que não lhe permite defesa para as verdades mais duras ou até os impropérios que se lhe possam atribuir;
(CONT.)

Ricardo Alves Gomes disse...

PARTE II(CONT.)
11. A sua defesa só poderia ser feita, caso o cidadão que usa o pseudónimo mais conhecido deste Fórum viesse a terreiro identificar-se e dizer quem é. Mais, se o Sr. acha que pode alguém vir a ser injustiçado, pois redobrado motivo tem para contribuir, ajudando a por a coisa em pratos limpos!
12. Infelizmente, não me parece. Não me parece porque caso quisesse efectivamente defender-se, obrigado seria a tirar a máscara e, por tudo o que já vimos, o Sr. não é Homem para isso. Há-de pressentir que a clareza para si seria um manto de escárnio e vergonha;
13. Sabe uma coisa? Isso é típico. Cada vez mais. É típico dos verdadeiros mamões - ratos de esgoto, sargos da boca das ETAR´s e porcos de lavagem podre. É típico de todos os neofascistas da frágil Democracia, quais mercenários ao serviço de caciques locais. Insurgem-se contra tudo e todos, para dar ares de irreverência, mas ao pé da porta, desde que mamem e ainda que seja roubado, falar é o falas! Descanse que se não a tem há-de ser proposto para tal e se já a tem há-de ser reproposto para outra mais alta – uma medalha (no 10 de Junho?) – que há-de luzir untada pela graxa que destila.
Mas sobre o conteúdo do que escreve e as motivações que se lhe detectam havemos de ir um dia, quando houver pachorra para chafurdar no seu critério sectário e tendencioso.
14. Mais lhe digo – é de admirar que o Sr. desconheça o facto de ser fácil destapar-lhe “a careca” – há centenas de técnicos neste País com equipamento e know-how mais que suficiente para fazer prova de que IP saem os comentários do “comentador residente”. Oxalá que o seu engodo não seja motivo bastante para uma coisa dessas…
15. Também surpreendente é o facto de não se dar conta que a Ilha é pequena, que os mamões da sua estirpe apontam-se a dedo e da forma como as ligações à internet são operacionalizadas nesta terra…
16. Já sei que ao ler isto vai levantar-se e exclamar, “… Aqui D´El Rei! Aqui D´El Rei! Estou a ser ameaçado e qualquer eventual devassa à minha vida privada tem a mão daquele moleque …”. Acha que estou preocupado? Nada, seu grande canalha! É simples - se tiver que responder, respondo pelos meus actos, às claras. Se não tiver, não respondo. Desde já lhe digo que caso tivesse alguma coisa a ver com isso, seria o primeiro a publicar o resultado e assinava por baixo, fique sabendo;
17. Seja como for, independentemente de tudo, gostava de o apanhar cara a cara. Para que mais não possa dizer que não me conhece. Creio que não iria mais esquecer-se;
18. Palpita-me que daí em diante o Sr. ficaria a saber que essa sua invenção esquizofrénica do “cidadão virtual” é um erro muito grave cujo reparo só pode ser feito no mundo e na Ilha reais;
19. Há momentos na vida em que devemos ser magnânimos. E os portugueses têm essa característica …
Vou dar-lhe uma “vida” - depois de digerir o que acabou de ler, quando estiver com a cabeça mais fria, tenha ao menos um gesto digno na vida – ligue para a administração do Fórum e identifique-se. Talvez os administradores concedam em garantir-lhe imunidade, protegendo o seu anonimato, contando que se abstenha de cometer mais “crimes”;
20. É consigo – se não o fizer agora, amanhã pode ser tarde.

Farto de Mamões... disse...

PARTE I:

Não era minha intenção acrescentar mais nenhum capítulo a esta "telenovela mexicana", onde o Sr.RAG aspira a ser o galã.

Todavia, e em virtude da enxurrada de pseudo-argumentos apresentados pelo dito cavalheiro nos seus dois últimos comentários, o FDM, cibercidadão comentador ("residente" enquanto os senhorios quiserem, pois só a eles cabe intentarem uma "acção de despejo" e não ao Sr. RAG, como pelos vistos seria seu desejo..) deste blogue, e por respeito à inteligência e liberdade do auditório e também à imparcialidade até agora demonstrada pela Dignª Adminª deste blogue livre e democrático, esclareço o seguinte:

1.Desde o início, os comentários do signatário têm circunscrito a temas, análises e críticas de natureza social, politica e cultural, produzidos de forma geral e abstracta.Muitas vezes são apresentados de forma irónica e divertida para dar mais vivacidade ao debate;

2.Todos os comentários do FDM aqui publicados - e bem assim os dos restantes colegas, incluindo os do Sr.RAG - são superiormente moderados pela respectiva administração, e só a ela cabe editá-los ou bani-los, conforme as respectivas regras internas e/ou linha editorial;

3.Em nenhuma ocasião (e antes desta bizantice em forma de polémica ) o FDM se dirigiu ao RAG nem nunca lhe endereçou pessoalmente qualquer crítica, censura ou insulto.
Acresce o facto do FDM não conhecer o Sr.RAG (desconheço se o sr. é escriturário, engenheiro, apanhador de lapas,etc, nem me interessa saber);

4.Em todas as minhas respostas às questões insolentemente apresentadas pelo Sr.RAG eu sempre sustentei o facto referido no ponto anterior;

5.Lamentavelmente, o Sr.RAG - pessoa que não conheço, nunca me foi apresentada, e já agora comunico, não tenho qualquer interesse em conhecer - insiste em atribuir "responsabilidades" ao FDM, por este estar-lhe a causar-lhe imaginários "danos" aos seus "direitos de personalidade";

6.Através da sua argumentação, tão densa e ordinária quão delirante e patética, o Sr.RAG não provou nem demonstrou (nem uma vez sequer!) qualquer critica ou palavra menos própria dirigida pelo FDM à sua tão importante pessoa;

7.É bom lembrar que no início desta refrega, e após a publicação do competente «disclaimer», onde eu, e a pedido do Sr.RAG, comuniquei ao ilustre auditório que o signatário não tinha qualquer relação (nem podia ter!) com o inopinado "queixoso".
O mesmo Sr. RAG aceitou o esclarecimento e a 16.07.09 pelas 20H18 deposita na caixa de comentários o seguinte "comment": «Não pretendo também nenhuma polémica estéril.Adiante.E divirta-se.Na "desportiva"»;

8.De lá para cá a situação, da parte do FDM, não se alterou e continuei a ignorar académicamente o Sr.RAG.
Não obstante esta minha postura, o Sr.RAG começou a fazer pequenas "provocações" ao FDM, tipo "adivinha do mamão" e "pedras a cair pela rocha abaixo" com o fito (segundo ele) de identificar o cibercidadão signatário, satisfazendo assim a sua mórbida curiosidade de "voyeur";

9.O mais intrigante e caricato é que nunca o Sr.RAG se deu ao trabalho de pedir justificações, esclarecimentos ou mesmo "processar" os Anónimos e Pseudónimos que maldosamente lhe atribuiam comentários que não eram da sua autoria.
Passo a enunciar:
-"Maria Fernandes" às 23H51 DE 03.07.09;
-"PJ" ÀS 21h48 de 03.07.09;
-"Ramiro da Tronqueira"- às 13H35 de 05.07.09;
-"Jacob" às 23H51 de 05.07.09;
-"Jacob" às 17H56 e 22H28 de 14.07.09;
-"Anónimos" às 00H29 e 12H36 DE 17.07.09;
-"VF" no dia 16.07.09 que insinuou com os heterónimos de F. Pessoa;etc.;

10.Por que é que também não "processa" o blogue, pois este autoriza a divulgação de todos os comentários e de todos os comentadores (99% inofensivos)?

11.Por que é que o mesmo Sr.RAG não se insurge contra alguns comentários doutros (esses sim, insultuosos e dirigidos a pessoas concretas...) onde são utilizados vocábulos e expressões fortes como "suíno continental"; "mafiosos"; "corruptos",etc.?
Será que também alguém mal intencionado não poderá atribuir esses porno-comentários ao Sr.RAG ou a qualquer outro cidadão inocente?;

Farto de Mamões disse...

PARTE II:

12.Qual o problema na obsessão patológica que incide sob o FDM (boneco virtual, segundo a curiosa terminologia RAGiana)?;

CONCLUSÃO: O Sr.RAG, no alto da sua petulância e exibindo uma inaudita má-criação, debitou um considerável chorrilho de insultos torpes e gratuitos, denunciando à vista desarmada um putativo desequilibrio psicológico, pois inventa factos e vislumbra fantasmas em cada esquina e em cada monitor de computador ligado à internet.

Ainda por cima quer criar para si "jurisprudência" caseira e com esta pretende "ameaçar" os seus imaginários adversários.

Como eloquentemente diz o "mon ami" Mário Alberto, todos têm direito à "indignação", e no caso vertente não vai ser o FDM a impedir que o Sr.RAG exercite em todo o seu esplendor essa alegada "indignação".

O FDM é pelo direito à liberdade de expressão e coerentemente não vê nenhum obstáculo aos "mimos" que o Sr.RAG distribui aqui.

Bem pode o Sr. RAG espernear à vontade que quanto a mim não me aquece nem me arrefece.

Quanto à "vida" que tão gentilmente me quer conceder só digo que o Sr.RAG não dá vida nem me tira a vida (ad futuram memoriam) nem me dá ordens!

E quanto ao seu lacónico ponto 20. (e para que não persista a dúvida ) não tenho qualquer medo das suas ameaças veladas, quer no plano físico, legal ou quem qualquer outro ringue.

Ricardo Alves Gomes disse...

Li.
Por ora, na diagonal.
Ronha desta, ao longo da vida, já espremi às carradas. Haverá resposta.

DR.PARDAL disse...

Este RAG ainda vai levar o camarada FDM ao Conselho de Segurança da ONU.

O que é esse RAG pensa que é ?
O Xá da Pérsia, o Rei dos Zulus ou o Senhor do Ilhéu do Monchique?

Só mesmo nas Flores.

Fórum ilha das Flores disse...

Adenda informativa, com três notícias sobre a presente temática...

O navio Viking realizou a sua viagem açoriana inaugural na passada quarta-feira [anteontem, dia 5], cruzando os mares de São Miguel até Santa Maria sob o comando de Luís Silvestre, um açoriano natural da Ribeira Grande.

O Governo [Regional] mantém "em aberto" [a] possibilidade de ter navios próprios [na operação de transporte marítimo de passageiros entre as ilhas do arquipélago para 2010].

A RTP/Açores noticiou que “o navio Atlântida está há cerca de dois meses à venda na página internet de uma empresa de corretores de transportes marítimos brasileira, mas até ao momento "não existe qualquer proposta" concreta” [tendo como preço-base para negociações: 68 milhões de dólares].

Jacob disse...

ohme,ei pensava que era mesma pessoa.
Afinal informmaram-me mal.Já agora,o meu pedido de desculpas ao RAG.
Quanto ao farto de mamões não lhe peço,a não ser que ele nos brinde com a garrafa de whisky que costuma ter no porta bagagens do carro.iiiiiiii!

FDM (boneco virtual e que nunca estudou pr'a padre...) disse...

Sr.Jacob:

Louvo a sua atitude de pedir desculpas ao visado, pois foi sempre minha intenção desde o início (e você é testemunha!) obliterar qualquer confusão ou mal entendido.

Espero que os outros "insurgentes" já "identificados" tenham a mesma atitude nobre revelada por V. Exª., para bem do fórum e da discussão plural sem preconceitos e aborrecimentos indesejáveis.

Por mim dou por encerrada esta "telenovela mexicana".

Quanto a "moi-même" (um boneco virtual, sem direitos de personalidade) V. Exª. não está obrigado a pedir desculpas.

(No que concerne à bebida só lhe posso oferecer Don Perignon, pois o whisky provoca e potencia cirrose a médio/longo prazo.Eu bem vejo alguns de manhã à noite...Cala-te boca!)

Fórum ilha das Flores disse...

Mais uma pequena adenda informativa...

«Jornal Diário» noticiou que o “Express Santorini deixa passageiros apeados na Terceira: o navio de passageiros partiu cerca de uma hora antes do previsto, deixando mais de 100 passageiros indignados, no porto da Praia da Vitória.”

«Açoriano Oriental» informou que “os acessos ao porto da Praia da Vitória, na Terceira, foram esta sexta-feira [ontem, dia 7] temporariamente bloqueados por cerca de uma centena de pessoas, depois de terem perdido a ligação marítima para outras ilhas do Grupo Central dos Açores.”

FDM (boneco virtual e que continua também "firme e hirto como uma barra de ferro"!)... disse...

A "Atlanticoline" continua a não desiludir os seus críticos.

Cada cavadela, cada minhoca!

FDM (boneco virtual, e que tal e qual diz o Manuel Alegre «a mim ninguém me cala»)... disse...

Aqui neste elucidativo vídeo-notícia da RTP-Açores confirma-se a incompetência e desorganização da Atlanticoline.

####Clickar no nick FDM####

(E ainda há quem diga que só o FDM é que diz mal, e tal e tal...)