sexta-feira, 30 de abril de 2010

Secretário do PPM clonava cartões

Três homens estiveram esta manhã no Tribunal de Ponta Delgada, devendo ser ouvidos ao longo da tarde [de hoje] pela presumível prática de crime de contrafacção de títulos de crédito estrangeiros.

Vai ser ouvido, no Tribunal de Ponta Delgada, o secretário da representação parlamentar do PPM na Assembleia Regional. Helder Emílio foi detido pela Polícia Judiciária por alegada clonagem de cartões de crédito, juntamente com outras duas pessoas que terão praticado esses crimes durante algum tempo.
Helder Emílio é o secretário parlamentar de Paulo Estêvão, deputado da Assembleia [Legislativa] Regional e líder do PPM.

Durante a manhã [de hoje] os três homens aguardaram que lhes fosse indicado um advogado oficioso para serem presentes a primeiro interrogatório. Os três homens terão alegadamente feito, por estes dias, compras em Ponta Delgada [ilha de São Miguel] com os cartões clonados, compras essas que, segundo o jornal «Correio dos Açores», estavam a ser colocadas num contentor, que deveria seguir depois para a mais pequena ilha do arquipélago.

A Polícia Judiciária apreendeu os cartões contrafeitos, os bens adquiridos e a máquina usada para a clonagem dos cartões. Segundo a Polícia Judiciária a actividade deste grupo era bastante abrangente, transcontinental, e terá lesado financeiramente diversos cidadãos estrangeiros.

Helder Emílio, actual secretário parlamentar do líder do Partido Popular Monárquico, foi expulso há mais de cinco anos da Juventude Socialista por angariar militantes de forma irregular. Foi essa a justificação oficial, mas a [rádio] Antena 1 [Açores] sabe que por trás desta decisão terá estado o facto de Helder Emílio manter negócios pouco claros que incluíam tráfico de pessoas - no caso brasileiras - que eram levadas, ilegalmente, para a ilha das Flores.

Helder Emílio e o irmão, também detido, residem no Corvo.


Notícia: RTP/Antena 1 Açores.
Saudações florentinas!!

27 comentários:

Anónimo disse...

Bonito serviço! Cada cavadela cada minhoca! Não há comentários??! Será que ele e o maninho vão pôr a boca no trombone :), mais uma novela com dinheiro e picanha a rodos!

Papa Hóstias disse...

Residem no Corvo,mas são naturais de Santa Cruz das flores.

DR.PARDAL disse...

Isto prova que a «globalização» já chegou às Flores e à mais pequena ilha do arquipélago.
Sinais dos tempos...

Anónimo disse...

é de lamentar , mas sinceramente sinto mesmo pesar, ao pensar nos filhos dos dois e nas esposas, coitada das mães das duas raparigas, que as criaram para terem por maridos, uns malandros, como eles. e o pai tem muitas culpas no cartório, que não lhes deu bons exemplos de vida, nem os ensinou a trabalhar,quando arranjou
o negócio da discotecas, foi o pior exemplo de pai. paciencia , mas os frutos estão a vista.

Pato Bravo disse...

Uma autêntica tristeza para os familiares e amigos mais chegados.
A justiça que resolva.Condear os culpados e absolver os inocentes.
Nem vale a pena entrar mais no assunto.

Anónimo disse...

Hardlink

Estou banzado com esta. Estes casos
de clonagem acontecem em lugares maiores. Áreas de maior movimento como por exemplo: nestas américas Europa. Mas não nos Açores!
Donde serão esses fortunas naturais?
Oh boy! Estou mesmo pasmado.
DCA

Tieta disse...

o "Bruxo" nunca me enganou! Quem nao se lembra do gang do Bruxo ou bruxilda?? Da cena das aboboras, dos vazos do Zé Maria entre outras?
Era um perigoso gang que até andava armado!!

Tieta disse...

O pai pelo que sei foi sempre um homem serio!! Com as suas tolices, mas quem nao as tem?

Anónimo disse...

Nao percebo, em tempo de crise estas cabeças espertas estavam a fazer circular o dinheiro, a mexer com a economia. puseram o corvo no mapa!! agora somos falados lá fora... só estavam a investir o dinheiro do petroleo que encontraram ha anos atras!!
deviam receber uma medalha!!

Tieta disse...

De certeza que a PJ intitulou esta investigaçao com o nome de codigo " barata clonada"!

Fórum ilha das Flores disse...

Adenda informativa, com uma notícia da «TVI 24»: "Trio acusado de clonar cartões de crédito, incluindo assessor do PPM".

Os três homens detidos em São Miguel, por alegada clonagem de cartões de crédito, incluindo um assessor do líder nacional e regional do PPM, vão aguardar julgamento em liberdade, decidiu [ontem] o Tribunal de Ponta Delgada.

A informação foi revelada à Agência Lusa ao início da noite [de ontem, sexta-feira, dia 30] por um dos advogados dos detidos, que se escusou a especificar eventuais medidas de coação que tenham sido decididas no final do interrogatório judicial.

O advogado, alegando estar sob segredo de justiça, afirmou apenas que «nenhum dos três detidos» na quinta-feira [anteontem], por suspeita de contrafacção de títulos de crédito estrangeiros, «ficou em prisão preventiva».

Os três homens, que foram levados de manhã para o Tribunal de Ponta Delgada, só abandonaram as instalações depois das 20 horas, no final de um interrogatório que começou cerca das 14 horas.

O trio é acusado de ter efectuado compras em Ponta Delgada com cartões clonados, presumindo-se que estariam a colocar o material comprado num contentor que posteriormente seria enviado para a ilha do Corvo, a mais pequena do arquipélago dos Açores.

A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu os cartões contrafeitos, os bens adquiridos e a máquina usada para a clonagem dos cartões. Segundo a PJ, a actividade deste grupo era bastante abrangente, transcontinental e terá lesado financeiramente diversos cidadãos estrangeiros.

Eu disse...

se eles puserem a boca no trombone... cuidado, alguem vai querer cala-los, pois tarta-se de crime organizado... os russos nao brincam....

Anónimo disse...

Pois muito bem ai temos BARATA na CUECA.

Anónimo disse...

veijam la que até na t.v.i. já são noticia, estes moços vão ficar famosos, eles e o paitido popular monárquico!!!! logo o corvo tambem?
ainda vão ser convidados pelo manuel de oliveira para fazer um filme? e esta hem?? não falam no nome de terceiro elemento? mas constou-me que é da fazenda das lages e que se chama,J.F. espero que não seja um que eu conheço muito bem e que até era bom rapaz, quando falei com ele a ultima vez ele disse-me que estava de cozinheiro num bom restaurante, casou la em s. miguel, e vive lá, espero mesmo que não seja o que dizem ,que não se tenha crusado com estes dois malfeitores,ele estudante cá era um jovem muito bem educado apesar de ser pobre.
torço para que não seja ele, para não haver mais uma familia desgraçada.

Eu disse...

Essa do pobre... nao precisava de vir para aqui!!! pobre ou rico tudo é igual!!!
Era um que diziam ser o namorado do Barata.
Sao todos bons rapazes!!! Mas o dinheiro e a ganancia é que nos lixa!!!

Anónimo disse...

anónimo das 18h58...é mesmo esse Zé Fernando "sagaia"!infelizmente é cada desilusão que até mete dó.

sergio costa disse...

LOL! O que é que esse ceboleiro do Estevão vai arrotar a seguir? Que é tudo uma cilada das "forças colonialistas" de Lisboa e um ataque à Autonomia Açoriana? :)

Que imundice... Um grande bem-haja à PJ e ao MP e que não faltem as forças e o apoio para limpar as ilhas deste esterco nauseabundo.

Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és, Estevão...

Anónimo disse...

De boa fé presumo que esta história publicada na imprensa não seja verdadeira. Porque a ser - e ninguém está livre de uma tentação - o PPM do Corvo fica em muitos maus lençois.

Anónimo disse...

Fez S.A.R. muito em demarcar-se de partidos e do falatório que suscitam.
A questão monárquica é, na sua essencia transversal a correntes de opinião, ideologias, grupos guerrilheiros e gangs opinativos, com contornos mafiosos.
A má língua, a critica leviana e a pouca vergonha parecem tomar conta de Portugal.
São escutas telefónicas encomendadas por esta república.
São submarinos que se compram, empandeirando o erário público, lubrificados com luvas chorudas que ninguém quer falar.
São suspeitas de corrupção, que a justiça nunca esclarecerá, que vão moendo a democracia neste país.
É o segredo de justiça que ninguém respeita, a ser abandalhado pelas valetas públicas e a desacreditar a justiça.

Não era melhor uma monarquia?

Anónimo disse...

Mas este crime foi perpetrado pelo PPM, ou por um de três indivíduos, que por acaso é funcionário do partido?

Anónimo disse...

talvez o partido não tenha nada a ver com estes jagunsos, mas, não consegue se desligar desta trama, o funcionário responde pelos seus actos, não o partido, e como é este partido ,poderia ser outro a quem o mesmo, esteve ligado algum tempo, cada um responde por si, e os partidos são formados por pessoas, boas ou mas, serias, ou jagunsos, todos estão conotados com corrupção, e sempre causada por pessoas.as pessoas querem dinheiro facil e abundante, não se contentam com um ordenado ao fim de cada mes, é pena mas é assim, e no fim tem que responder pelos seus actos, espero que aprendam com o resultado do seu nome jogado na lama , para sempre, é uma nodoa que nem com lixivia sai.são novos saúdaveis, podem bem trabalhar, mas
esta gente prefere comprar tudo feito em lugar de fazer.esta malta nova não quer dobrar a mola, trabalho eles não procuram , vivem a maioria a receber subsidios, e fazendo meninos para o estado sustentar.espero que alguns que lerem esta noticia, pensem bem antes de agirem, que lhes sirva de lição. o rato tanta vez vai roubar que uma vez fica preso pelo rabo.

Anónimo disse...

São as pessoas que integram os partidos que lhe dão visibilidade.

Toda a gente sabe que os secretários das representações parlamentares na Assembleia Regional são gente da confiança dos partidos.

A presumivel fraude, que de boa fé acredito não ser verdadadeira, a ser confirmada, deixará o PPM e o seu líder em péssimos lençois.

Anónimo disse...

A ser verdade devolvem o que desviarao e faz-se justiça.
Não foi assim que fizeram o pc e vareador?

Anónimo disse...

pa cadeia com essa gente, a chularem os que trabalham!!

Anónimo disse...

Quem é que toma conta da webcam do Corvo ? é que esta sempre avariada...

Fórum ilha das Flores disse...

Adenda informativa, com uma notícia do «Açoriano Oriental»: "PPM substitui secretário parlamentar".

O PPM/Açores vai substituir o secretário parlamentar na Assembleia Legislativa Regional, que foi detido por alegado envolvimento num caso de falsificação de cartões de crédito.

O líder regional do PPM, Paulo Estêvão, que é também o presidente nacional do partido, enviou uma carta ao presidente do parlamento [regional] açoriano dando conta de que pretende substituir Hélder Emílio a partir de 16 de Maio, antes do início da sessão plenária deste mês.

A substituição é justificada pela "perda de confiança política e pessoal" no secretário parlamentar, detido há cerca de uma semana pela Polícia Judiciária por estar alegadamente envolvido na clonagem de cartões de crédito.

Anónimo disse...

é muito triste esta historia não estava nada a espera de tal inteligência não é correcto e terão de pagar pelos seus erros mas fiquem descansados que só eles pagarão mais ninguem a PJ está a fazer o seu trabalho nós só temos de ouvir e calar muitos eram os que se tivessem inteligência para tal não iriam aproveitar e bem.

quem nunca pecou que atire a primeira pedra