sábado, 28 de fevereiro de 2009

25 dias de fiscalização das zonas costeiras do Grupo Ocidental, em 2008

O corpo de inspectores do Governo [Regional] dos Açores garantiu 25 dias de fiscalização e monitorização da actividade de pesca nas zonas costeiras, portuárias e marítimas das ilhas das Flores e do Corvo, desde o início de 2008 até meados deste mês.

A intervenção da autoridade fiscalizadora constitui um dos meios de controlo das acções desenvolvidas pelos pesqueiros no Parque Natural e na Reserva da Biosfera da ilha do Corvo.

No quadro da actuação dirigida ao controlo da actividade piscatória a Inspecção Regional das Pescas articula as suas diligências com os comandos locais da Polícia Marítima e comando da Zona Marítima dos Açores.

Notícia: «Jornal Diário», «Açoriano Oriental» e o sempre inestimável "serviço informativo" do GACS [Gabinete de Apoio à Comunicação Social, da Presidência do Governo Regional dos Açores].
Saudações florentinas!!

10 comentários:

Anónimo disse...

Há uma qualidade parasita de dificil inspecção. São as chamadas baratas do alto, as quais, qual palangreiras, chegam-se à costa.
Insecticida extra!

Anónimo disse...

Este artigo é a melhor anedota que li hoje, ainda há gente com sentido de humor! Para uns certos tipos a quem chamamos muito respeitosamente, senhores presidentes, senhores deputados, senhores vereadores (…) mais valia que eu permanecesse sossegado e não escrevesse nada mas enquanto ninguém me der ouvidos vou continuar a dizer que no Porto Velho em Santa Cruz das Flores continua a flutuar objectos não identificados da rede de saneamento básico municipal!!! Será que nenhum dos senhores deputados questiona o Governo Regional deste assunto!? Quem autorizou uma ligação desta natureza sem que os dejectos sejam tratados!? Afinal, esta gente anda toda a dormir ou anda toda em transe! Em Outubro vou oferecer uma caixa de estrume ao presidente Pereira pela melhor obra feita no concelho!

Anónimo disse...

Este Pereira esta farto de gosar com o povo deste concelho,e pelos vistos o P S volta a apostar nestes profetas da desgraça que nada tem feito por este concelho.
O saneamento básico santa cruz é uma obra que teve um principio mas esta longe deter fim,lembro a hetar os esgotos para o mar,deveriam sair a meio da vila possivelmente este problema já estaria resolvido,o então esta gente já estaria em casa.

Anónimo disse...

Senhor Presidente da (câmara)das lixeiras.
Vou-lhe dar uma ajudinha.
Lixeiras publicas.
Uma junto ao campo de futebol de ponta Delgada.
A da Ponta Ruiva com toneladas de lixo que vão pela ribeira até ao mar.
A dos vales.
LXEIRAS PRIVADAS
Duas do Braga uma no topo norte da pista a outra junto as oficinas.
Uma do Fernando Melo Junto a ponte da ribeira na fasenda.tenha vergonha ainda vai para a bolça de turismo de Lisboa.

J.Costa disse...

Não vale a pena "bater" bater mais no Pereira.É o Presidente que temos.A maior parte do povo de Santa Cruz(eu tambem sou,mas não votei nele)não merece outra coisa.Comodismo até dizer basta é a maior virtude deste povo.Cumprir horário de trabalho,ordenado no fim do mês e se apetecer ao fim do dia, falar mal de tudo e todos.Fazer algo pela sociedade não é com esta gente.Vai uma aposta que o Pereira ganha outravez?É porque até no voto tem medo de arriscar em outra pessoa!?Ele não me chateia,portanto deixa estar....

Marlene disse...

Senhor J.Costa,completamente de acordo consigo.As pessoas tem medo de arriscar na mudança.Ficam contentes com pouco,e o que mais acho engraçado é que depois de mandatos efectuados vão embora e nunca mais se lembram de quem lhes deu de "mamar".

Anónimo disse...

Marlene gosta de falar em mamar porque tem muita experiencia ´é o que tem feito em toda a sua vida: o descaramento é muito.Se calhar achas que tens mamado pouco?é toda única é ,até tem um tacho único: é com cada uma.

Marlene disse...

Mamar eu?Só no que é meu ,meu caro.
Posso falar à "vontadex".Não tenho tachos,nunca tive, nem pretendo ter.Suor,sabe o que é?
p.s.olhe que deve estar a confundir-me com alguem filha de algum mamão.

Anónimo disse...

o saneamento basico ganhou muitos votos , pois muito boa gente da vila ligou os seus esgotos das fossas para as valas, ficaram servida s e agora, quem quiser nadar lá que se lixe, não esperem pela hetar, pois vão ficar deseludidos, o pereira nunca foi engenheiro, por isso tem desculpa, não soube para fazer melhor, e quem vier atras que feiche a porta, e quanto ao p.s. apostar no pereira, fiquem bem cientes, não são os p.s. das flores, ele só vai porque o josé gabriel não quiz aceitar o cargo, de contrario o pereira ia as ortigas, que bem merece, ia gosar a reforma para casa, com a sua ildinha,infelizmente vamos gramar um presidente sacana, e na reforma.
e com os favores que ele tem feito já ganhou, tirem o cavalinho da xuva , não com o meu voto, mas se o p.s.d. não arranjar um bom candidato, para o destronar ele já ganhou, bastam ir os mamões dele.

Fórum ilha das Flores disse...

Sobre a temática do texto publicado no «Fórum ilha das Flores» aconteceram (recentemente) alguns desenvolvimentos noticiosos: "fiscalização às pescas aumenta nos Açores".

O Governo [Regional] dos Açores tem em preparação legislação destinada a impedir que embarcações que operam com palangre possam descarregar determinadas espécies marinhas inexistentes fora do limite das três milhas marítimas da costa [dessas ilhas].

A iniciativa surge na sequência da actividade desenvolvida em águas das ilhas das Flores e Corvo por pesqueiros de armadores de São Miguel.
Na resposta a um requerimento parlamentar sobre o tema, o Governo [Regional] assegura, por outro lado, que, no contexto da fiscalização da actividade piscatória, vai colocar equipamentos de monitorização nas embarcações de pesca costeira que utilizam aquele tipo de arte de pesca à linha e que se desloquem às ilhas do Grupo Ocidental, uma medida que pretende a protecção do Parque Natural e da Reserva da Biosfera do Corvo.

O Executivo [Regional] garantiu, também, que “não autorizou, nem concebe autorizar no futuro, a mudança de porto de armamento a qualquer embarcação de pesca costeira”.