segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Instituto Portuário detecta (mais) falhas técnicas no navio "Atlântida"

O Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM) detectou falhas no navio Atlântida que está em construção nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

De acordo com a [rádio] Antena 1 Açores, surgiram problemas técnicos que poderão vir a limitar a capacidade de carga do navio Atlântida a nível do número de passageiros e de viaturas [que poderá transportar], o que, por sua vez, desrespeitará os requisitos do caderno de encargos - embarcação com 97 metros de comprimento e capacidade para transportar 750 passageiros e 140 viaturas.

Em causa está, por exemplo, o cálculo feito pelo construtor para o peso das viaturas, o qual indica cerca de uma tonelada por veículo, quando o peso médio devia rondar as duas toneladas. Estes mesmos cálculos terão sido entretanto alterados com vista a ultrapassar as exigências de estabilidade do navio. Estes problemas já se arrastam desde 2007.

A rádio pública [regional] mais garante que a apreciação do IPTM consta de um relatório (de Janeiro último) que dá conta que aquele instituto não aceitou as alterações propostas pelos Estaleiros e que os problemas observados reportam-se a uma "fase já tardia de construção". Recorde-se que o Governo Regional anunciou no final de 2008 que os problemas de estabilidade em avaria do navio "Atlântida" estavam solucionados.

As intervenções [realizadas para supressão dos problemas na construção do "Atlântida"] traduziam-se na eliminação de peso na zona dos decks superiores e no aumento do lastro sólido do navio. Ora, segundo informou o governante [regional da tutela, Vasco Cordeiro], na sequência dos testes realizados (em Novembro) pelos Estaleiros ficava demonstrado que o problema, com as intervenções sugeridas, seria completa e totalmente solucionado, mantendo o navio a sua capacidade de operar nos portos previstos e a velocidade dentro dos limites e bandas que o contrato considera aceitáveis. Assim, no que respeita à entrega do navio, as informações fornecidas pelos estaleiros permitiriam contar com o [navio] "Atlântida" na operação deste ano, a qual se inicia no mês de Maio.

Agora, se o Instituto Portuário não aceitar os [novos] cálculos apresentados, a lotação de carga e de passageiros do "Atlântida" poderão vir a ser substancialmente reduzidos. Se isso acontecer, o navio "Atlântida" acabará por ter muitas dificuldades em cumprir alguns dos requisitos fundamentais do caderno de encargos. Aliás, poderá, inclusivamente, levar o Governo [Regional] açoriano a cancelar o concurso respectivo. O navio ["Atlântida"], segundo foi anunciado, deverá estar operacional a 13 de Maio de 2009.

A maioria [parlamentar] socialista [na passada quinta-feira, dia 12] chumbou a audição do secretário regional da Economia em sede de comissão parlamentar, solicitada pelo PSD/Açores, para esclarecer dúvidas sobre os barcos encomendados pelo Governo Regional. Somente o PSD, CDS-PP e BE votaram favoravelmente a proposta dos sociais-democratas, apresentada na última terça-feira, que pretendia ouvir explicações do governante [regional] com a tutela dos transportes sobre a construção das novas embarcações encomendadas pelo Executivo. A Comissão Especializada Permanente de Economia é composta por sete deputados do PS, quatro do PSD, um do CDS-PP e outro do BE. O assunto será agora debatido não à porta fechada (em sede de Comissão Parlamentar) mas numa sessão de perguntas e respostas ao Governo Regional numa das próximas sessões plenárias, na Horta.

Notícia: «Açoriano Oriental» e «Correio dos Açores».
Anteriormente já havíamos reportado sobre esta temática em três textos: (#1) «Navio "Atlântida" da AtlânticoLine não passou na inspecção, volta ao Estaleiro e atrasa a sua chegada aos Açores», (#2) «Construção do [novo] navio Atlântida está [a modos que] "encalhada"...» e (#3) «Segundo o Governo Regional, problema do "Atlântida" está resolvido: barco chegará até Maio (de 2009) e estaleiros deverão pagar 14 milhõ€$ por atrasos».

Saudações florentinas!!

3 comentários:

farto de mamões... disse...

Esta história do "Atlândida" faz-me lembrar o "continente" com o mesmo nome de que falava Platão.´

Tal como o mito da "Atlântida" e do seu Reino, esse barco já está "desaparecido" antes de entrar ao serviço.

Mas o lobbie dos "barcos encalhados" vai fazer tudo para render o "pei$e"...

Penso eu de que...

Anónimo disse...

Farto de Mamões uma vez mais $ublime... obrigado!

Anónimo disse...

ao meu amigo que me respondeu ao meu pedido agradeço por ter-me informado que já começou as obras da nova central nas lajes. gostaria ter agradecido por telefone mas perdi seu numero, pode telefonar novamente para eu ficar a saber o vosso obrigado.