sexta-feira, 21 de maio de 2010

Certificação pela qualidade costeira

Os Açores receberam galardão “Quality Coast”.

O programa QualityCoast tem como objectivo promover o desenvolvimento sustentável em destinos costeiros, através de uma estratégia de informação dirigida aos visitantes, assim como estabelecer uma rede mundial de comunidades costeiras que partilham os mesmos valores e práticas de desenvolvimento sustentável. Este programa integra as mais valias naturais, culturais e sociais e, ao mesmo tempo, promove a manutenção de padrões elevados na qualidade do seu turismo.

O QualityCoast apoia os programas Bandeira Azul e Chave Verde, complementando-os, mas é o único prémio internacional direccionado para o turismo sustentável ao nível dos destinos costeiros: cidades, pequenas regiões e ilhas. O prémio QualityCoast é atribuído pela EUCC (Coastal and Marine Union) às comunidades costeiras que provem e que apresentem um bom desempenho global sustentável, fornecendo informação clara aos visitantes e planeando melhorias futuras. As comunidades que recebem este prémio têm o estatuto de destino QualityCoast, um estatuto que é revisto de dois em dois anos.


Notícia: «Jornal Diário» e o sempre inestimável "serviço informativo" do GACS [Gabinete de Apoio à Comunicação Social, da Presidência do Governo Regional dos Açores].
Saudações florentinas!!

4 comentários:

Anónimo disse...

Ontem, entraram-nos pela porta dentro imagens tristes do deputado Estevão em pleno parlamento regional, a chamar cobarde a um colega, no meio das habituais gesticulações.
Um espectáculo desesperante e lastimoso.
E em período de vacas magras, esmifram-nos com impostos para pagar isto?
E o que é que nós lucramos?
Se no mar as águas estão limpas, nestes pedacinhos de terra, onde sempre vivemos no respeito uns pelos outros, as coisas não andam bem.

Anónimo disse...

Aquela história da presumivel falsificação de cartões de crédito, que andou há uns tempos nos jornais, é água que já está limpa ou continua suja?

Alberto disse...

boas noticias e o que desejamos.essa parece ser boa.

DR.PARDAL disse...

Esse deputado pimbalhão assemelha-se àqueles broncos latifundiários alentejanos que se sentavam nas Cortes no final do século XIX....

E com aquela barbicha «demodé» até parece o republicano Afonso Costa!