terça-feira, 19 de maio de 2009

PSD quer reavaliar a classificação da Ponta da Fajã como zona de alto risco

O PSD/Açores propôs [no passado dia 16 de Abril] que o Parlamento [Regional] reavalie a classificação da Ponta da Fajã Grande, na ilha das Flores, como zona de alto risco, alegando que nos últimos 20 anos “não existem registos de qualquer outra situação que ponha em causa a segurança do local”.

Em projecto de resolução entregue na Assembleia Legislativa [Regional] dos Açores, os deputados social-democratas defenderam que a Comissão parlamentar de Ambiente “deve proceder à avaliação actualizada dos condicionalismos que levaram à classificação da Ponta da Fajã Grande, no concelho das Lajes das Flores, como zona de alto risco, proibindo qualquer tipo de construção naquela área, bem como a habitação nos imóveis ali existentes”.

A Ponta da Fajã Grande foi classificada como zona de alto risco em 1989 – sendo proibido construir no local ou habitar os imóveis já existentes –, após uma derrocada ocorrida a 18 de Dezembro de 1987.

“Passadas cerca de duas décadas constata-se que não existem registos de qualquer outra situação que ponha em causa a segurança do local, sendo que a vontade de muitos florentinos e naturais de outras terras em residir naquele local é uma realidade indesmentível”, salientaram os parlamentares do PSD/Açores.

Para o grupo parlamentar [regional] social-democrata, as questões relativas à segurança no local, geologia, licenciamento de construções e utilização de imóveis, designadamente ao nível do saneamento básico e fornecimento de água e energia eléctrica, “exigem uma actualização que permita uma avaliação e decisão políticas adequadas”.

Recorde-se que em 2007 deu entrada na Assembleia Legislativa [Regional] dos Açores uma petição subscrita por 315 cidadãos da ilha das Flores, em que se defendia a possibilidade de serem autorizados o “fornecimento de água, saneamento e energia eléctrica, e a execução de obras de pequenos impacto urbanístico no património já construído” na Ponta da Fajã Grande.

Notícia: «Correio dos Açores» e «Azores Digital».
Adenda informativa: na passada sexta-feira [dia 15 de Maio], o Parlamento Regional aprovou a proposta do PSD/Açores para que se reavalie a classificação da Ponta da Fajã como zona de alto risco e o próprio Governo [Regional] defendeu [nesse mesmo dia] a reavaliação da situação [classificada como zona de alto risco] da Ponta da Fajã.
Anteriormente, já havíamos publicado uma outra notícia sobre este mesmo assunto: "CDS/PP propõe que a Ponta da Fajã Grande não mais seja considerada zona de alto risco, passando-se então a poder construir e habitar na Ponta da Fajã". Lembre-se ainda que já em 1998, o grupo parlamentar [regional] do CDS/PP havia tentado revogar [sem sucesso] a declaração da Ponta da Fajã como zona de alto risco.

Saudações florentinas!!

25 comentários:

Anónimo disse...

A nossa segurança, à conta da ilustre sapiência de deputados, vai longe.

Anónimo disse...

Não há risco nenhum.tocar para a frente e morar quem quiser para a Ponta da Fajã.

Anónimo disse...

Se abafar os que la moram , tambem n se perde grande coisa...por isso façam-lhes a vontade !

Anónimo disse...

Pelo caminho, a avaliação das condições de segurança, vai fazer-se por votos.

Será que essa gente não enxerga a sua ignorância?

Anónimo disse...

Essa foto não é de 1987. Derrocadas na Ponta da Fajã já houve várias e mesmo assim há sempre umas cabeças iluminadas que insistem que o lugar é seguro.

Anónimo disse...

para mim esta foto é dos anos 60 ano em que caiu uma tromba de agua e enterrou algumas casas e se não me falha a memoria morreu pessoas.

Anónimo disse...

Mas quem são os deputados do PPD/PSD para avaliarem a segurança de uma escarpa?

Esta gente, de facto, não se enxerga!

farto de mamões... disse...

Depois duma prolongada ausência no estrangeiro o signatário já chegou.

Não vou estar disponível nos próximos dias, mas lá para o fim do mês - por alturas do Dia dos Açores e do 6 de Junho - eu vou estar livre para recomeçar os meus comentários, se os autores e donos deste formidável blogue permitirem.

Até lá,os melhores cumprimentos ao vasto auditório.

Anónimo disse...

Eu acho muito bem que se faça a vontade ao PSD desde que os Srs. ilustres deputados se responsabilizem, assinando a documentação necessária, pelo que possa vir a acontecer.
É que esta coisa de vir a terreiro mandar postas, com o intuito descarado de ganhar votos, e, depois da desgraça instalada, responsabilizar o erário público, já foi.

Anónimo disse...

Será que não existe um partido que seja sério e que peça isso sim que a lei seja aplicada no lugar da Ponta?
Será necessário haver mais mortes para a lei ser aplicada e o lugar da Ponta seja definitivamente desabitado?

Manuel Paço disse...

As pessoas são livres de viver onde quiserem, mas neste caso da Ponta deveriam assinar um termo de responsabilidade a dizer que em caso de derrocada não terão direito a indemnizações estatais.

Manuel Paço Dias Aguiar de Mota

Anónimo disse...

caras cabeçinhas iluminadas que vão aparecendo por aqui, quem disse que a foto era de 1987???

Anónimo disse...

Alguém tem dúvidas que a rocha da ponta voltará a cair? Pode não ser hoje, amanhã ou depois de amanhã, mas lá que vai voltar a haver derrocadas lá isso vai. Concordo com o sr. Paço, quem quiser lá ficar deve assinar um termo de responsabilidade.

Anónimo disse...

Há gente que por ter meia duzia de votos, julga que sabe tudo.

A estabilidade de uma escarpa como a da Ponta da Fajã é assunto demasiado sério, porque envolve vidas e bens, para ser tratado por politicos, gente que, como toda a gente sabe, passa a vida à cata de votos.

É um assunto de engenharia, que apenas a especialistas na matéria diz respeito.

Haja bom senso!

Anónimo disse...

mas o que vem para aqui fazer o farto de mamoões se ninguem lhe paça cortão a flazistas que vaia para s. miguel que ontem apareceu na tv. que querem a independença de s. miguel o resto das ilhas queremos ser sempre portugueses.

Anónimo disse...

vivo no grupo central e este tempo parece mais inverno do que primavera.

Anónimo disse...

Alguém pode dizer-me o que significa a palavra nina escrita nestas estradas desta ilha?

Anónimo disse...

anónimo das 11h18,
são Amores de crianças,não há que levar a mal.....

Anónimo disse...

são os amores loucos centemos à sombra e descncemos um pouco.

Anónimo disse...

o JL garante que a rocha não cae ja envestio muito na ponte ja tem 23 votos

Anónimo disse...

O JL vai por uma rede de aço em toda a extensão da rocha de modo a garantir que ela não vem abaixo!

Anónimo disse...

segundo o que ouvi a rocha da ponte vai ser toda rampiada e dará acesso à ligação da estrada de ponta delgada.

Anónimo disse...

O anónimo das 08H57m diz asneiras como quantos dentes tem na boca.

Anónimo disse...

eu sou o anónimo das 8,57 afinal é verdade aquilo que eu disse. é que já não tenho dentes.

Cana RoCa disse...

A rocha da Ponta vai cair como pode cair qualquer rocha em qualquer lugar, é ver os trabalhadores da Câmara a limpar derrocadas nas estradas durante o Inverno em toda a ilha.
:)