quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Má gestão de algumas autarquias locais está a sufocar os empreiteiros açorianos

O alerta da AICOPA (Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas dos Açores) não é novo, mas de nada tem servido, pois como sublinha Albano Furtado “a situação do sector [açoriano] da construção civil tem-se vindo a agravar”.

Na [passada] quinta-feira [dia 19], noventa empresários do sector estiveram reunidos em Ponta Delgada [ilha de São Miguel], por iniciativa da AICOPA e da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada, com as dificuldades do sector como principal ponto da agenda.

Uma crise para a qual está a contribuir a má gestão de algumas autarquias dos Açores, adiantou Albano Furtado, da AICOPA. “Há trabalho realizado há mais de um ano que não é pago”, sustenta o representante dos empresários. E “não é justo que sejam os empreiteiros a arcar com o resultado da má gestão de algumas Câmaras [Municipais]”, afirma, sublinhando que “estamos perante má gestão, porque as autarquias contraíram dívidas para as quais não tinham cobertura orçamental”.


Notícia: «Açoriano Oriental».
Saliente-se também uma outra notícia do «Açoriano Oriental»: "Nove Câmaras [Municipais] açorianas com prejuízo em 2008".

Saudações florentinas!!

18 comentários:

Anónimo disse...

Os empreiteiros que operam nos Açores, pela inocência que demonstram neste comunicado, merecem a nossa compreensão cristã!

Anónimo disse...

eu sei que o j.l. vai já arrancar com as duas piscinas nas hlajes é que o povo já não tem paciencia para esperar mais depois de tantos anos.

DR.PARDAL disse...

O binómio autarquias/empreiteiros tem muito que se lhe diga.

Se analisarmos num cenário mais vasto constatamos que toda a administração pública (nacional, regional e local) continua a insistir na tecla do "betão" e do "alcatrão" para que os titulares dos respectivos orgãos possam apresentar "obra".

Neste último ano e a anteceder um período eleitoral bastante intenso todos esses titulares não se cansaram em fazer inaugurações à pressão (obras tecnicamente defeituosas com custos para o futuro), lançamentos de "primeiras pedras" onerando os orçamentos subsquentes, para já não falar da profusão de eventos de propaganda e regabofe.

Ora muitas destas "obras" e "eventos" não interessam nem à "bliquinha do Menino Jesus".

Como sabem, os contribuintes portugueses e açorianos já estão sobrecarregados com uma carga fiscal exagerada para os nossos padrões de desenvolvimento económico.

É por estas e por outras que Portugal e as suas finanças públicas estão de rastos e para este descalabro contribuiram todos os politicos em funções pelos menos nestas últimas décadas.

Bem fez o FDM em "dar à sola" para a América, pois o estoiro das finanças públicos está para breve e vai chegar o dia que a Nação não vai ter dinheiro para pagar os funcionários públicos e as reformas.

Entretanto os nossos governantes, autarcas e gestores públicos continuam a gastar à tripa forra como nada se passasse neste país da sucata.

Façam como eu: quando vejo um politico num passeio, mudo logo para outro, não vá o insigne me tirar a carteira...

mordeakikedaleite disse...

Se contraíram dívidas para as quais não tinham cobertura orçamental porque não aplicar a mesma pena pecuniária que foi aplicada aos (às) gestores do Centro de Saúde?!? Dois pesos e duas medidas, Santa República das Bananas este rectângulozinho!!

Anónimo disse...

Este blog é cada vez mais uma vergonha para quem o produz e para a nossa ilha. Continuem assim que estão no bom caminho.

Anónimo disse...

Há certas empresas de construção civil que são dirigidas por meninos da catequese e por anjos da guarda cândidos e inocentes!

Tenho muito dó de certas empresas de construção civil.

Anónimo disse...

Fonte segura diz me que FDM e Dr. Pardal são uma e a mesma pessoa...

Anónimo disse...

e com conversas como a do pardal mete nojo uma que ele quer fazer obras é de madeira para daqui a meia duzia de anos os contribuintes começarem a despejar os bolsos de novo que a madeira já está podre outra asneira se ve um politico muda de passeio para não lhe tirarem a carteira. conclusão da converça o pardal anda é com muitas dores de cotevelo por não estar tambem no tacho e se lá tive-se fazeria igual ou pior o melhor era estar calado porque eu já vi muito e já vi em empresas quem estava na rectaguarda e falava mal de quem á frente estava e anos depois teve um bom cargo e se patrão não olha a tempo a empresa já estava na falencia.

DR.PARDAL disse...

Alguns cavalheiros não gostam de ouvir certas verdades.
Não lhes convem.
Por isso vêm para aqui confundir os leitores do forum, dizendo que o Pardal é o FDM, e patetices do género.
Estes gajos querem é continuar a "obrar" a torto e a direito e a deixarem as dívidas públicas para as próximas gerações.

Ainda hoje ouvi na televisão que um dos emiratos árabes (Dubai) mais ricos do Golfo Pérsico está prestes a "dar o berro".

Pelas imagens que apresentaram era muita grua, muita obra, muita "construção civil", muitos empréstimos.

Tudo tem um fim.

E honra seja feita ao FDM ele previu tudo isso e disse que a corrupção grassava em todo o país até às últimas instâncias.

É só ligar a TV e ver os sucessivos episódios da Face Oculta.

É como eu vos digo, em 2011 não vai haver dinheiro para as reformas.

E eu vou fazer como o FDM: emigrar!

Anónimo disse...

A criatura de cima explique prá gente: emigrar prá onde??
Isto não anda tudo igual?

Anónimo disse...

a américa está pelas portas da morte e muitos que há muitos anos lá viviam estão a regressar á terra que os viu nascer que não há trabalhos o canadá é a mesma coisa para onde será que quer imigrar o pardal será para a russia que ainda não faz parte da união europeia.

DR.PARDAL disse...

Emigrar, para onde?

Para quem gosta de trabalhar, não tem medo do trabalho, tem habilitações razoáveis e que quer ver ao cabo dalguns anos o fruto do seu trabalho, deve ir para a Europa do Norte ou Central;

Quanto à América do Norte e Canadá, dentro dum ano ou dois a economia vai retomar em bom ritmo;

Para quem é novo, gosta de aventura e quer fazer fortuna, deve ir para a Austrália, Brasil, Argentina, Extremo Oriente ou países emergentes.

Quem quiser andar com a barriga encostada ao balcão; para quem já nasceu cansado; para quem quer receber as senhas do estado ou andar no calhau ou na ribeira à procura de sargos e inhames, deve ficar aqui.

Se trabalhar muito, o Estado e os fiscais vão andar atrás dele;

Se não trabalhar, sempre pode viver da caridade dos poucos que já contribuem, ou seja, reformas e pensões de miséria, RSI ou uns subsdiozinhos para ir enganando a fome.

Por este andar Portugal vai direitinho ao fundo.

A verdade é que Portugal é um país submergente, ou seja, está afundando-se dia a dia.

Ainda hoje ao ligar a televisão, o Prof.António Barreto ( e que já foi Ministro de Agricultura no primeiro governo do Dr.Mário Soares)diz que Portugal tende a desaparecer.

Meus amigos, salve-se quem puder e colocam os vossos euros debaixo do colchão, antes que haja um confisco para salvar a "pátria"!

Anónimo disse...

Subscrevo em absoluto o último comentário do DR.PARDAL.

Anónimo disse...

ah, ah, ah ... o criador do FDM matou o personagem e agora criou o Dr Pardal... já vi filmes destes noutros sitios olha a desinfecção contra os insectos.....

Anónimo disse...

Oh FDM ou Pardaleco ou lá como se chama...

Portugal tende a desaparecer?? Acorde! Para Portugal com 800 anos de História desaparecer...

Quem ler esse comentário irresponsável sobre emigração ainda pensa que a vida é bela!

Como se chovessem empregos (ou trabalhos) na América do Norte ou Central e não estivessem também alguns dos mais conceituados desses países na ruina!

Nos EUA e Canadá dentro de 2 anos retoma a Economia! diz quem? Nouriel Roubini? Não! Diz Pardal o Especialista na matéria!

Cereja no topo do bolo foi, "para quem gosta de aventura e quer fazer fortuna", Argentina??? Extremo Oriente?? Paises emergentes? quais já agora?
De facto, as condições que alguns desses paises dão são uma aventura, inclusive nalguns tiram os passaportes aos trabalhadores!
"Aventura e fortuna" mais parece a descrição de uma despedida de solteiro em Las Vegas! Deu para rir!

Il Duce

Ps: Acabo a pedir-lhe um favor se me permite... Emigre!

DR.PARDAL disse...

Lendo os últimos comentários tenho a impressão que o FDM deixou orfã uma vasta turma de admiradores.

Infelizmente o Dr.Pardal não tem a vasta cultura que o FDM demonstrava ter e nem sequer comunga das ideias independentistas que ele defendia.

Nalgumas coisas eu estava de acordo, momeadamente quanto à pouca vergonha e roubalheira que assolou Portugal de norte a sul e de leste a oeste.

De facto Portugal está à beira da falência e da insignificância.

Há quem ainda não tenha dado por isso.

É como aquele que pensa que tem uma casa ou um prédio que (no entender dele) vale 150.000 ou 200.000 euros, mas se puser a casa no mercado ninguém lhe dará mais de 50% do seu valor e se fôr o banco a executar a hipoteca nem 40% arrecadará.

É assim o empobrecimento geral.

Foi bom viver a crédito e com o dinheiro da estranja.

Agora é trabalhar para pagar os encargos da dívida da nação.

Vão-se os anéis e oxalá que fiquem os dedos.

Anónimo disse...

A única coisa vasta no FDM era a estupidez e a cagança... O Dr. Pardal parecer querer seguir-lhe o caminho!

Ou fala e diz ou cala-se para sempre!

DR.PARDAL disse...

Oh Duce, oh Dulce, oh Valquiria, ou o raio que te chamas:

Conversas com macacos é na 3ª porta à esquerda.