sexta-feira, 5 de novembro de 2010

71 freguesias obtiveram o galardão “Eco Freguesia: freguesia limpa - 2010”

Decorreu de 14 de Janeiro a 30 de Setembro de 2010, o programa “Eco Freguesia: freguesia limpa”, ao qual se candidataram 112 Juntas de Freguesia, abrangendo as 9 ilhas da Região Autónoma Açores.

O “Eco Freguesia: freguesia limpa” teve como principal objectivo reconhecer e distinguir os esforços das Juntas de Freguesia em colaboração com as populações, nomeadamente na limpeza, remoção e destino final dos resíduos nos seus espaços públicos e pretendeu-se premiar o bom desempenho ambiental dos cidadãos e entidades intervenientes. Às autarquias competia desenvolver os procedimentos e tarefas necessários à classificação, remoção, transporte e entrega dos resíduos em destino final adequado.

A avaliação do trabalho desenvolvido pelas Juntas de Freguesia candidatas foi efectuado por um júri, constituído por representante da Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, da Câmara Municipal do respectivo concelho e das Organizações não Governamentais locais na área do ambiente.

Assim, o galardão foi atribuído quando se verificou um claro empenho da Junta de Freguesia na limpeza do espaço público do seu território, demonstrado pela limpeza dos locais públicos, pela motivação dos proprietários dos terrenos privados, pela realização de acções de sensibilização e, ainda, pela colaboração com outras entidades para a prossecução destas acções.

Neste contexto, foi atribuído o galardão EcoFreguesia a 71 das 112 freguesias inscritas, o que demonstra o bom desempenho ambiental dos cidadãos e entidades intervenientes, bem como a importância que uma gestão adequada dos resíduos contribui para o bem-estar das populações.

A ilha das Flores teve 5 das suas freguesias galardoadas: Ponta Delagada, Fajã Grande, Mosteiro, Lajes e Fazenda foram “Eco Freguesia: freguesia limpa”.


Notícia: «Jornal Diário», rádio Atlântida e o sempre inestimável "serviço informativo" do GACS [Gabinete de Apoio à Comunicação Social, da Presidência do Governo Regional dos Açores].
Saudações florentinas!!

16 comentários:

Anónimo disse...

As Lajes eu já esperava. Eu estive á dois anos nas Flores gostei muito de ver o trabalho praticado por uma Senhora que andava com um carrinho aspirador, até as ervas nos buracos da parede a Senhora arrencava.

jota disse...

Eu tambem já esperava, porque sensibilidade ambiental, é coisa que não falta à população em geral e aos autarcas em particular...

Anónimo disse...

De facto nos ultimos anos tem-se visto as diligencias em relaçõa à limpeza das freguesias do concelho das Lajes.
Bem haja aos responsaveis e a toda a população que zela pela beleza e limpeza das suas freguesias.

Anónimo disse...

Nas Lajes arrancam ervas, calçada e tudo.
É uma febre.
A tal senhora, do carrinho aspirador, leva tudo à frente.

Anónimo disse...

A «sensibilidade ambiental» no concelho das Lages, às vezes enerva!
É demais!

Anónimo disse...

parabens ás freguesias do concelho das lajes, no concelho das lajes há pessoal que quer trabalhar e gosta de ver a sua freguesia limpa.

Anónimo disse...

Do concelho de santa cruz é uma vergonha alguns caminhos que são da competência da câmara dentro das freguesias as valetas estam cheias de ervas as barrocas com alguma canarroca
voudar classificação ZÉRO

DR.PARDAL disse...

Ainda esta semana fui à freguesia de Ponta Delgada, e aquilo é vergonha, é só caminhos com buracos, lixo nas valetas, ervaçal e paredes com pedras a cair.

Já não falo da sucata e dos carros e camionetas a cair de pôdre pelos caminhos.

Anónimo disse...

Nas Lajes consola a ver.
A tal senhora da maquineta, leva tudo à frente. Canarroca, calçada, fetos e conchelos.
Arrede-se quem puder.

Anónimo disse...

pois é vergonhoso estas freguesias de santa cruz com falta de limpeza, espero agora que eles sigam o exemplo do concelho das lajes.

Matador disse...

Ouvi dizer que o mario jorge ia contratar a senhora do aspirador para lhe mondar as terras!!

Anónimo disse...

Se não hà muito para a senhora da maquineta aspiradora limpar, ela pode ir limpar atraz dos trabalhadores que cortam a erva na radio naval, porque as entradas das casas ficam cheias de erva até à porta e quem corta a erva não limpa nada. Aí hà falta de limpeza e consideração.

Anónimo disse...

Dou a razão ao anónimo das 13,15 mas! não sei como suja se a erva é cortada com uma máquina e tem um cesto, penso que seja assim não estou a viver nas Flores.

Anónimo disse...

Qual cesto qual carapuça, quando eles estão a cortar a erva ela voa para todo o lado, até me admira os idosos nunca terem caído quando estavão no lar velho.

Anónimo disse...

As Lajes de tão Ecológica que é, acho que da Caveira para lá devia-se fechar para mato. Porque da Caveira, para lá, não tem interesse nenhum, é mesmo mato! :)

Anónimo disse...

espero que estes gajos de santa cruz tenham apreendido com o concelho mais antigo das flores lajes como se faz limpeza.