sábado, 5 de junho de 2010

Hoje é Dia Mundial do Ambiente

Em pleno Ano Internacional da Biodiversidade, o “Açores Entre-Mares”, a maior actividade jamais feita nos Açores para promover o nosso gigante azul, irá dinamizar mais um conjunto de actividades, agora especialmente dedicadas ao Dia Mundial do Ambiente. Exposições, debates e acções de limpeza costeira são algumas das acções escolhidas.

Com a iniciativa “Açores Entre-Mares”, a Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, através dos seus Serviços de Ilha, e em colaboração com as freguesias aderentes ao concurso de limpeza pública “ECO Freguesia: freguesia limpa”, promoverá diversas acções de limpeza da orla costeira em diversas ilhas dos Açores. Apesar desta acção de limpeza da orla costeira ser organizada pelas Juntas pretende-se promover a participação cívica da população, estando todos convidados a integrar as acções de limpeza. Participe! E, para os mais radicais, poderão sempre participar em limpezas subaquáticas.

Nas ilhas que são Reserva da Biosfera haverá a abertura de exposições. Uma destas exposições, que se encontrará patente a partir de 5 de Junho no Salão da Casa do Povo das Lajes das Flores, disserta, de um modo interactivo, sobre a Biodiversidade dos Açores. Esta é uma exposição itinerante, que irá circular por todas as ilhas da Região e Continente e tem o objectivo de dar a conhecer algumas particularidades sobre as espécies e habitats existentes no meio marinho e terrestre, as áreas protegidas e classificadas da Região e acções ou projectos que têm vindo a ser desenvolvidos no âmbito da conservação da natureza.

De dia 20 a 28 de Maio participaram 1557 participantes nas actividades “Açores Entre-Mares” e a ilha com mais envolvimento foi as Flores com 314 participantes. Em termos proporcionais, a ilha com maior participação foi a do Corvo com 30% população a aderir. A Ilha que mais actividades já dinamizou também é as Flores, com 11 acções, seguida do Corvo e de São Jorge, ambas com 9.

Para a ilha das Flores, para o dia 12 de Junho está agendada a limpeza subaquática “Porto das Lajes”, esta actividade é uma organização do Clube Naval das Lajes das Flores e conta com o apoio da Junta de Freguesia das Lajes das Flores. Para a ilha do Corvo está prevista uma limpeza subaquática, para o dia 8 de Junho, a qual será organizada pela Nauticorvo e conta com a colaboração da Câmara Municipal do Corvo.


Notícia: rádio Atlântida e o sempre inestimável "serviço informativo" do GACS [Gabinete de Apoio à Comunicação Social, da Presidência do Governo Regional dos Açores].
Saudações florentinas!!

17 comentários:

Anónimo disse...

Estes dias comemorativos devem servir para refletirmos sobre a nossa vida colectiva. Sem a praga dos politicos e sem o "sabe tudo" dos partidos, que, como facilmente se comprova, são a principal causa do nosso atraso.
Um ambiente saudável garante segurança as pessoas. É da qualidade do que comemos, bebemos e respiramos, que depende a nossa saúde.
É do correcto aproveitamento do espaço, salvaguardando a orla costeira, as ribeiras e as arribas instáveis que depwende a nossa segurança.

Pato Bravo disse...

O dia indicado para tirar umas fotos nas lixeiras das Flores.

Anónimo disse...

as lixeiras das flores o saniamento, e etar do matadouro etc que vergonhice e falace no ambiente...... era pro os senhores a tomar uma banhoca no porto velho ou uma tarde nos arredores do matadouro

Anónimo disse...

Pois,de acordo de tirar umas fotes das lixeiras!mas é preciso envialas aos nossos presidentes de câmara,e aos nossos deputados,só para lembrar das promeças de campanhas eleitorais de há tantos anos aprogoadas, mas pelos vistos esta gente já perdeu a vergonha,depois dizem que a ilha das Flores na rede da biosfera, com estes politicos, e estas politicas, não há natureza que resista,tenham vergonha,estam pagos para fazer melhor.

Anónimo disse...

assim é que se diz...estão pagos por nós, é para fazerem melhor.

Anónimo disse...

á poucos dias eu informava que está para breve a chegada da draga. neste momento está a chegar ao porto das lajes para dragar o fundo ali para os lados da calheta.assina o sempre atento para o melhor do concelho das lajes.

Anónimo disse...

para dia mundial do ambiente nao vi ninguem a limpar lixo unicamente vi muita gente a apanhar lapas e erva do calhau pra vender temos muitos malandros aqui na ilha nao querem trab. e vao apanhar ate 20 ou trinta kg lapas pra vender pra andarem nos cafes a beber .e nos quando vamos a pesca nem podemos levar um pouco de lapas pra casa pois pra nos aparece sempre a gnr mas pra eles a gnr feixa os olhos e as vezes tambem sao capases de lhes comprar lapas .e voces para ai a falar de lixo os deputados e os presidentes querem é o ordenado no fim do mes ,querem la saber das lixeiras ,so tentam limpalas quando vem ca o governo pra se fazerem bonitinhos

Anónimo disse...

se alguem vai apanhar lapas faz muito bem para vender eu desde os anos 50 sempre houve gente apanhar lapas e erva do calhau para vender e muitas vezes passei refeições com tortas de erva com pão e bastanta saudades tenho daquele tempo que á mais de 35 anos que erva nem a vejo. e este que aqui vem falar com muita inveja de quem trabalha arranja-se um trabalho e deiche de criticar quem quer trabalhar.

FDM (boneco virtual e que não se esquece do 6 de Junho) disse...

Ontem foi o «Dia Mundial do Ambiente», hoje comemoram-se os 35 anos da grandiosa manifestação do 6 de Junho e que levou mais alto a voz dos Açores e dos Açorianos, contra o colonialismo e centralismo de Lisboa.

Se hoje os Açores têm Autonomia muito devem àqueles que se manifestaram no dia 6 de Junho de 1975.

Daqui, do meu escritório,e na presença das bandeiras açoriana, portuguesa, americana, canadiana e brasileira, entrecruzadas, envio saudações atlânticas.

AÇORES: Antes morrer Livres do que em paz sujeitos!

Anónimo disse...

Eh!eh!o Dr.Pardal agora preferiu passar novamente a FDM.
Seja bem vindo aquele que nunca se foi.

JS disse...

...Isso era no tempo em que Portugal era Lisboa e o resto paisagem.
Hoje os Açores é S.Miguel e o resto é quase só...
Basta ouvir o rádio ou ver a tv, e percebe-se logo aonde tudo acontece,desde os grandes investimentos aos eventos culturais.
Tudo pelo Ambiente!
Tudo pela Reserva da Biosféra!
Mas com pessoas que possam ter as mesmas oportunidades dos Açoreanos dos centros maiores, senão estamos perante uma dupla insularidade que a regionalização ainda não resolveu e que a meu ver se tem vindo a agravar.

Anónimo disse...

são poucos a limpar e muitos a sujar.é preciso educar os meninos e meninas, os pais e os professores tem que ensinar os seus meninos a construir e não destruir o que outros controiem.ensinar -lhes que o lixo se mete nos caixotes do lixo e não ,no chão, nas ribeiras e no mar. enquanto não se começar a educar, não vale a pena perder tem- po a limpar, porque alguem vai continuar a sujar.
há muita falta de civismo e responsabilidade.

DR.PARDAL disse...

Bem vindo, caro FDM, já cá fazias falta.

Isto aqui tá cada vez pior.

Como você dizia o ano passado, salvo erro,os ossos são poucos e a cãozoada é muita.

Anónimo disse...

...ora veremos: nós não queremos que (tudo o que é notável)se passe em S.Miguel. Mas passa-se; havendo diversas razões para tal.

Os membros do Governo Regional encontram-se espalhados pelos 3 distritos: Ponta Delgada, Angra e Horta. A(gema do ovo)está em Pnta Delgada, São Miguel. O Comando Militar dos Açores onde está ?
Lá de vez em quando, há as visitas usuais do (chefe) dos Açores, as outras ilhas. Exemplo:

O bispo dos Açores está em Angra e os padres e monsenhorado pelas outras ilhas e igrejas.
De Angra do Heroísmo ilha Terceira e com ordem papal, é que partem ordens para as outras igrejas.
No entanto, o chefe católico da região está em Angra

Enquanto estivermos desunidos dentro de nossa casa e unidos ao governo central, estamos subordinados a Lisboa.

No nosso actual Governo dos Açores não se vê vontade de mudar porque os governantes dos Açores querem é sentar-se na cadeira e mamar!
E assim vão passando a vida. Ninguém se mexe. As restantes ilhas, é como um grupo de galinhas sob o peso dos pés do galo.

Em alguma ilha açoriana tem que residir e existir o Governo. Qual a ilha?..
-Tem que ser a maior e a mais evoluída e progressiva!..

O Governo é como um bicho de 7 cabeças. Nos Açores ele tem 9 cabeças. De vez em quando juntam-se as cabeças todas e depois separam-se cada um vai mamar para seu lado sozinho, dando logo asneira.
Há factores maiores que nos separam sem ser o mar entre-ilhas.

Eles separam-se em Cabo Verde, mas nós somos muito conchegadinhos à mamã pátria. AMEN

Anónimo disse...

Hardlink;

Seja bem-vindo exímio FDM.P'ra mim sempre bem recebido com foguetes e Fogo - de - artifício.
O vosso nome tem sido falado por cá nas línguas boas e más.O falar é barato; mas não importa quem fala, logo que falem no vosso nome, automaticamente estão a fazer-te famoso. Fica por aqui amigo!

Talk is cheap as the english say. But really, no matter what kind of a talk they had; as long as they talk about your name, means: automatically you become a famous person! Stick around my friend!
DCA

Anónimo disse...

olha lá vem este fdm de novo desfarçado pensando que está atirando areia para os olhos. não é preciso mudar de nome para escrever asneiras!!!

Anónimo disse...

DCA

Louvo estas invenções. Se fizerem isso, pelo menos uma vez por ano, os portos andarão mais limpos, como também faz com que aquele que (atira-fora)pense duas vezes antes de o fazer dizendo: "se o fizer hoje junto amanhã" como ainda faz com que todos sejam supervisores uns dos outros, dizendo: eh!..junta o que acabaste de deitar p'ró chão! Lembra-te eu vi atirares p'ró chão!
Hardlink@aol.ca