domingo, 30 de agosto de 2009

Inatel inaugura novo Hotel das Flores

Os Açores são a mais recente aposta turística da Fundação Inatel que vai inaugurar uma nova unidade hoteleira naquela Região Autónoma, já na próxima segunda-feira [amanhã].

A unidade a ser inaugurada é o Hotel das Flores, empreendimento classificado com 4 estrelas e localizado, como o nome indica, na ilha das Flores. O hotel, que conta com 26 quartos e uma suite, está situado na Zona do Boqueirão, em Santa Cruz das Flores, com uma magnífica vista sobre o Oceano Atlântico.

Esta será uma unidade [hoteleira] gerida pela Fundação Inatel nos Açores, no âmbito do protocolo assinado já este ano com a empresa Ilhas de Valor, com vista à exploração de duas unidades hoteleiras nos Açores, concretamente nas ilhas das Flores e Graciosa.

A cerimónia oficial de inauguração do Hotel das Flores está marcada para a próxima segunda-feira [amanhã] às 12h30 na Zona do Boqueirão e contará com a presença de Sérgio Ávila, vice-presidente do Governo Regional dos Açores e de Vítor Ramalho, presidente da Fundação Inatel.


Notícia: TurisVer - Portugal Travel Guide.
Anteriormente já havíamos publicado duas notícias sobre este mesmo assunto: "Inatel prevê (para breve) uma Pousada de turismo social na ilha das Flores" e "Fundação Inatel vai explorar duas novas unidades hoteleiras nos Açores".

Saudações florentinas!!

22 comentários:

Anónimo disse...

PARABENS INATEL..AGORA SIM TEMOS CONDIÇOES PARA RECEBER ALGUEM NESTA ILHA..

A POUSADA TAMBEM E BEM VINDA!!!

OS OUTROS DOIS AGORA E QUE VAO VER......O QUE E PERDER TURISTAS...

Anónimo disse...

Esperemos que este novo Hotel venha satisfazer as necessidades dos visitantes ... já agora quem é que vai gerir o Hotel???

Anónimo disse...

A GERENCIA É CONTINENTAL..AINDA BEM!! SÓ MESMO ASSIM PODERÁ RESULTAR...

JAB disse...

Espero que este hotel resulte realmente, para dar um novo ar à nossa ilha e para que os turistas passem a visitar-nos mais vezes.
E espero sinceramente que a gerencia nao desanime com as primeiras dificuldades e que decida "abandalhar" o projecto. Ei-de passar por lá amanha a ver o hotel de cara lavada!
Cumprimentos
José António B

Anónimo disse...

Chamem o tal da Lajes para gerir o hotel.
Falência certa.

Anónimo disse...

agora os outros não vão fechar o bar ás nove da noite.

Anónimo disse...

eu não me admirava que fosse alguem das lajes a mandar o hotel já que há do concelho das lajes a mandar em santa cruz.

Anónimo disse...

Esta iniciativa governamental é mais um sinal do descalabro económico e social, que paulatinamente grassa por todo o mundo ocidental (o tal que tem toda a responsabilidade pela crise financeira).

Os comentários que aqui foram postados, mostram que a estupidificação é como a Gripe A, sempre num crescendo a atingir mais vitimas.

Se o bar do hotel X fecha às 9 da noite é porque não tem pessoal que queira trabalhar antes das 10h e largá-lo depois das 17h, pois é essencial ir ainda com solzinho a banhos e tomar uma cervejoca acima da piscina de S.Cruz, e nada de trabalhar aos sabados, domingos e feriados que isso é prós africanos e ucranianos.

Depois os comentadores mostram não conhecer minimamente a sua terra e confundem desenvolvimento turistico com mais hoteis.
As Flores, ainda tem algum potencial turistico - que os politicos vem tentando reduzir dia após dia, e até levando com palmas do "povo", tal a miséria intelectual de tais apoiantes.
Conheço empreendimentos nas Flores com sucesso porque estão ajustados ao cenário natural, e não são hoteis, e não tem bar inclusivamente.

Conheço muitos estrangeiros que vem vindo aqui há muitos anos, repetidamente. Esses não irão para o novo hotel, nem com desconto e "passe" dum amigalhaço para ali poder acamar.

É tudo uma questão conceptual, sobre o que é o desenvolvimento turistico da ilha, que não é somente hotelaria e restauração.

Também não é relevante nesta matriz o preço do transporte. O que verdadeiramente penaliza o turismo é a acessibilidade em si, o que, tenho que reconhecer, não é da responsabilidade humana, mas sim dos ventos e nevoeiros. É como no Natal, na América do Norte, que de repente ficam os passageiros em terra 1 ou 2 dias, devido a tempestades, e lá se vai a ceia em familia. Mother nature on its course, that's what it is...

É com pesar que leio a maioria dos comentários. Apetece-me desabafar e vociferar: "Eh, pá se não gostas da ilha como ela é ou era, e queres hotéis, centro comercial, hospital, e universidades aqui, etc...- risca-te de sócio e muda de ilha, e leva toda a tua familia, e vai para Lisboa, Barcelona ou New York, fazer o inferno para lá !

Anónimo disse...

este que acabou de escrever das 11,50 não disse nada -x-nada.

Anónimo disse...

Não podemos ficar parados no tempo.
A juventude florentina precisa de perpectivas e o desenvolvimento turistico é uma delas.

O que de facto tem de acontecer são hoteis arquitectónicamente bem enquadrados na nossa paisagem.
Isto não significa construir palheiros, embora estes também possam ter interesse.
As formas modernas, se bem pensadas, também se podem enquadrar.
Depois há a qualidade dos serviços.
É que isto de ordenhar vacas de manhã, e depois de descalçar as botas de água, ir servir o pequeno almoço no hotel, ainda de unha suja e com modos vaqueiros, não funciona.

Turismo de massas, com aviões cheios de estivadores de Liverpool, não obrigado.

Turismo selectivo, com gente endinheirada, que quer ser bem tratada e aprecia um ambiente puro e bem preservado, deve ser o caminho.

Anónimo disse...

A ida de FDM à Suissa é obviamente uma falácia.
Tal como FDM o é. Uma fraude disfarçada de florentino.

O anónimo das 11:50 é o viajante FDM!

Anónimo disse...

Concordo, tanta escrita para no final dizer pouco mais que zero.
Consegue-se perceber a ideia, mas retira-se quase nada de tanta conversa.

Também digo que é com pesar tanta gente escrever tanto e no fim o sumo é zero.

DR.PARDAL disse...

O anónimo das 11,50 deve estar com dor de cotovelo por ver um novo hotel (este pelo menos é decente) a funcionar.

Ou ele acha que as pessoas que nos vem visitar querem ficar em casebres de pedra ou em "hoteis" de duas estrêlas?

Falo por mim, pois não sou das Flores, e algumas vezes tenho ido de S.Miguel aí à vossa ilha e vi-me "obrigado" a ficar num "hotel" e a pagar uma tarifa bastante próxima daquelas que se paga aqui em PDL num hotel de três ou quatro estrêlas!

Assim mais vale ir para a Madeira.

Paga-se bem, mas o hospéde tem à sua disposição do bom e do melhor.

É pena o Dr.Farto dos Mamões daí, estar ausente na Suiça, pois se ele lá está ele deve saber o que é boa hotelaria e bom turismo.

Todos os dias acompanho os comentários do FDM e ele hoje já está a fazer falta ao blogue da vossa ilha.

Ele que gosta do bom e do melhor certamente quando chegar da Suiça vai visitar esse novo hotel, e abrir uma garrafa de champanhe.

Anónimo disse...

A politica da oposição, como aqui há dias disse, centra-se no desdém pelo que de bom é feito, e na alegria fanfarrona, quando alguma coisa corre mal.

Eles alegram-se sempre que aparece um caso de gripe mexicana.
Eles alegram-se sempre que salta um parafuso num barco.
Eles alegram-se sempre que um barco se atrasa uma hora.
Eles alegram-se sempre que há uma avaria num avião da SATA.
Eles alegram-se sempre que se revelam dados de expansão de térmitas nos Açores.
Eles alegram-se sempre que não chove, porque a lavoura vai gritar e a água faltar.
Eles alegram-se sempre que há um acidente numa estrada, porque "o piso foi mal feito".
Eles alegram-se sempre que há brigas entre as Camaras e o governo por causa de uns metros de asfalto.

Eles entristecem-se e invejosos, desdenham , sempre que se faz qualquer coisa de bom.

Inaugura-se um hotel de quatro estrelas nas Flores, um marco histórico para o nosso turismo e um primeiro passo para outros empreendimentos, eles desdenham e ratam.

Reparem bem no sentido de "bem público" desta gente.

A politica deve existir para trazer desenvolvimento e melhorar a vida das pessoas.
Ora com uma oposição deste calibre, não vamos lá.

Anónimo disse...

eles tambem deveriam-se alegrar-se de tantos anos no governo e nada fizeram.

Anónimo disse...

mas afinal não se sabe ainda quem vai gerir ... nomes quero nomes ... continentais???

Anónimo disse...

sou eu. daqui a uns dias vais me conhocer. precisas de alguma cunha.

http://www.flickr.com/photos/tojavier/ disse...

Eu estive no mes de julho na Hospedaria Acquamarina por quatro dias,tudo bem.
Fiquei muito contento.

Ao Hotel Occidental pedi reserva de quartos,e nao dignarom me responder.

Se volto nos Açores, as Flores,nao irei
ao nenghum hotel.Nem sequer ao novo.

(Disculpem o meu portugués,eu sou espanhol)

Anónimo disse...

Ainda bem que não deixaram os florentinos escolher a gerencia....

vejam lá quem eles escolheram a 4 anos para a camara....
dasssssssssssss

espero que tenham mandado vir um navio carregado de inteligencia antes destas eleiçoes

Anónimo disse...

se fossem inteligentes nao votavam PS. sao tapados

Anónimo disse...

Bom dia,
Já há site deste novo hotel? Ando há anos a querer visitar os Açores, e este pode ser uma boa alternativa...
Obrigada,
ana_rodrigues@clix.pt

António José S. Raposo disse...

Não conheço a ilha das FLORES, mas tenho pena, conheço outras ilhas do arquipélago, como São Miguel (Muitíssimo Bonita).

A beleza dos Açores, é sempre realçada por mim, sempre que se proporciona alguma conversa.

Falta-me conhecer seis ilhas, mas tendo em conta os custos, tenho optado por visitar todo o sul de Espanha, ANDALUZIA que também é muito bonita, tem boas praias, bom clima, e os preços são muito mais acessíveis.

Vendam os Açores por valor justo, e contem comigo (e certamente com muitos mais)para visitante das ilhas que me falta conhecer.

Deixem-se de comentários anónimos atacando-se uns aos outros, críticas construtivas são sempre importantes, "BOTA A BAIXO" talvez não, digo eu...

Sou Continental, da COVILHÃ - SERRA DA ESTRELA e posso dizer a quem não conhece que explore e verá que vai gostar, não sou suspeito, já que não trabalho nem sou parte interessada na hotelaria, sou apenas bairrista.

António Raposo
ajraposo50@gmail.com