terça-feira, 28 de outubro de 2008

Inatel prevê (para breve) uma Pousada de turismo social na ilha das Flores

O Inatel pretende dar prioridade nacional aos Açores em termos do seu objecto de turismo social, tendo acordos com os três principais municípios dos Açores para estabelecer 20 Centros de Turismo, que "permitam levar a classe média trabalhadora continental ao arquipélago", apoiar também os programas séniores e solidários, e suprir a actual falta de infra-estruturas.

A curto prazo está previsto um hotel de turismo social na ilha Graciosa e uma pousada na ilha das Flores, cada um com 50 quartos e 100 camas. Segundo Alarcão Troni, o Governo Regional propôs uma parceria para a gestão das duas unidades, estando o "hotel da Graciosa já em construção e a [pousada] das Flores [ainda] em projecto", funcionando o modelo das parcerias tal qual o Inatel tem com os municípios do Continente.

Por outro lado, a Fundação Inatel já está a fazer a gestão do programa de turismo sénior regional, "um êxito, designado por «Açores 60 Mais»", que "visa atenuar a dupla e a tripla insularidade", fazendo com que habitantes [idosos] das ilhas se visitem entre si.

Notícia: «Açoriano Oriental» e jornal on-line «Opção Turismo».
Saudações florentinas!!

13 comentários:

Anónimo disse...

tanto lugar na antiga correctora para fazer varias pousadas e era à beira mar e muitos do continente que nunca viram o mar iriam ficar radiantes. pelo menos espero que o governo faça alguma coisa para o turismo nas lajes.

Anónimo disse...

as lajes não votou e quer investimento governamental nem vêlo, peçam ao cabeça grande ao A.M e ao J.F e companhia

Ricardo Alves Gomes disse...

"Turismo social"??!!
As Flores precisa de tudo, menos de "turismo social".
Com o devido respeito pelas iniciativas e sócios do Inatel, só nos faltava agora que a Ilha fosse "albergue de velhinhos", como se já não os tivesse em número elevadíssimo!
Para não falar dos cuidados de saúde que um projecto desta natureza requer, do retorno económico da aposta, ou da viabilidade de mais uma infra-estrutura.
Turismo social? Não, Obrigado!
Abram o espaço aéreo às companhias "low cost" e encaminhem esses "fluxos de mercado" para S.Miguel, já que é lá que o conceito de desenvolvimento parece (erroneamente) passar por ter muitos aviões a aterrar todos os dias, para ocupar muitos hotéis - construídos e em construção - numa escalada de massificação que de tão "abrangente" há-de ter lugar para fazer as "delícias" do Inatel...
É que, de pessoas a precisar de mais e melhores cuidados sociais, as Flores não precisa de forasteiros - já tem residentes de sobra!
E esses sim, é que precisavam que o Inatel lhes proporcionasse uns passeios a outras ilhas, por preços mais em conta.
Resolviam-se dois problemas - não se onerava tão descaradamente o orçamento do Serviço Regional de Saúde e continuava a arranjar-se maneira de "injectar" uns trocos na SATA...
Temos que acabar, de uma vez por todas, com a conversa de "ter" - à força - mais gente nas Flores.
É claro que precisamos de mais visitantes nas Flores. É claro que precisamos de aumentar e diversificar a qualidade dos serviços prestados, etc...
É também claro que as Flores não pode ser para quem quer, tem que ser para quem pode!
É claro que só nos interessa um nicho de mercado médio-alto.
E é claro que isto devia parecer claro, e só não será claro para quem não quer ver claro. Irra!

Anónimo disse...

É claro que na actual conjuntura, marcada pela crise financeira e por uma provável crise económica, a ilha das Flores se dê ao luxo de rejeitar oportunidades.

Como é que pode apostar num turismo de gama média alta, com os serviços de péssima qualidade que temos?
É a restauração que é paupérrima, são os serviços de hotelaria medíocres e são os transportes deficientes!

Sonhar alto, caro Ricardo, não custa.

Anónimo disse...

Só, e apenas, os florentinos se podem opor às ideias e "comidelas" dos inventores dessa companhia tipo (tubarão) que quer chupar o resto do sangue dos idosos, fazendo (azilos) temporários de distração, até que, nada benificia a ilha das Flores. Àh sim!... Na Graciosa, ilha mais pequena do que as Flores, é UM HOTEL!.. e nas Flores, uma Pousada. O Inatel deve ser uma companhia de (papões) porque eles não devem estar a fazer pontaria sem saber aonde a meta está...O Governo dos Açores, que deve ser outro (partidário dos lucros da Sata) que faça as tarifas mais ecómicas, entre as outras ilhas com as Flores/Corvo!...Será o Inatel, uma companhia benevolenta, cheia de (massa) a querer fazer (esmolas por alma dos seus) sem ter lucros premeditados, especulação no (tiro) que quer dar?!!..
Quem será que precisa de idosos nas Flores,vindos de outras ilhas, ou vice-versa? Essa gente, quando abaixa o (traseiro nas cadeira)senta-se à secretària com um papel e um lápis a fazer traços, somente
para saber onde/como irá enganar os outros. Conhecem a frase ao lado de fora do Castelo de S.Brás em em Ponta Delgada: "Antes morrer livres do que em paz sujeitos" ?
Eu digo: antes morrer de fome do que ser saciado por ladrões:
Olho aberto florentinos!..

Anónimo disse...

peçam ao joão lourenço e ao antonio maria povo das lajes

Anónimo disse...

muito estes gajos de santa cruz falam do joão lourenço tem é inveja e queriam era ter um presidente da camara igual em santa cruz mas nem que se esfolem não consegeum nenhum com tanto saber fazer as coisas para bem do povo do conselho.

Anónimo disse...

e sabe bem ou ainda melhor tratar do dinheiro dele , costuma ser pataca a mim a mim pataca , ou então 1º eu 2ºeu 3ºeu e assim sucessivamente fascismo em último grau

Anónimo disse...

joão lourenço para governo regional

Anónimo disse...

E levas o Pereira e José Carlos para a câmara das Lages,eles tem uma óptima visão de obras,eu adoro estes dois cortiços,a Berta Cabral que se cuide porque eles ainda lhe roubam o lugar

Anónimo disse...

Òpa não briques,eles estam a meter asfalto no caminho do farol em Ponta Delgada,mas estes patétas não alargaram o resto do caminho,visto que no tempo do Vasco Avelar ele iniciou o alargamento das curvas,em quatro anos de mandato,estes levam oito para deixar tudo na mesma.Volta Vasco..a vóz do norte

Anónimo disse...

o vasco tomou mais bebedeiras, e fez outras coisas, que obras, pos a camara de tanga. scada um que vai para lá serve-se bem, e organiza bem o seu futuro.óóólóló.e o braço direito dele, ficou bem promovida com um grande tacho, e só com o 9º ano. há muito boa gente que se governa bem, quando apanha as opurtunidades. nesta campanha muitos tachos foram ganhos.a vida está para quem sabe viver e xular, e não tem escrúpulos.

Anónimo disse...

Ò mamão tu é que deves andar de tanga e sego deves ser daqueles que já mamastes bem e continuas, pelo que vejo deves ser doutro planeta