sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Agricultores e pescadores florentinos estão sem acesso a gasóleo profissional

Os agricultores e os pescadores florentinos não podem abastecer-se com gasóleo agrícola nem de pescas, devido a atrasos nos pagamentos do Governo [Regional] açoriano à empresa de combustíveis. A denúncia foi feita por João Paulo Corvelo, dirigente do Partido Comunista Português na ilha das Flores.

Segundo o dirigente comunista, "esta situação deve-se ao facto do Governo [Regional] açoriano estar em atraso nos pagamentos que tem de efectuar à empresa que gere o posto de combustível da Azorica na ilha das Flores".

Esta situação arrasta-se desde o início do corrente ano e a Secretaria regional da Economia garantiu à [rádio] Antena 1 Açores que o problema vai ficar resolvido até [ao] final desta [presente] semana.


Notícia: RTP/Antena 1 Açores e jornal «Correio dos Açores».
Saudações florentinas!!

4 comentários:

Anónimo disse...

Foi preciso o meu camarada João Paulo Corvelo lançar o problema para a opinião pública , para o governo se começar pelo menos a "colear", os deputados , o presidente da associação agricola mudos e caladinhos como sempre.aAcho que o meu camarada joão já merece ir se sentar também quatro anos para a assembleia , pelo menos o governo vai padecer para o houvir...

DR.PARDAL disse...

Realmente foi preciso o Sr.João Paulo denunciar a situação para que os «responsáveis» viessem a terreiro dizer qualquer coisinha.

Associação, cooperativa, deputados, autarcas, todos caladinhos como manda o Imperador da Função, ladeado pelos respectivos pro-cônsules.

Anónimo disse...

a era por isto que os pescadores a paseiam menos nas suas carrihas 4x4

Anónimo disse...

Este gasóleo para as pescas e para os agricultores e tambem lavradores só serve para eles passearem nos seus jipes e nas suas carrinhas e para irem buscar à bomba em jerricans e depois vender por tuta e meia a alguns amigos pois os cartoes do gasóleo têm plafond de uso e se não usarem até ao final do ano para o próximo ano são cortados