sábado, 5 de dezembro de 2009

Saudade e Poesia #8

À ilha das Flores e a todos os florentinos

Florentinos, estamos sós,
Na ilha que Deus nos deu;
Para poder sermos nós,
Porta do mundo europeu.

Sinto honra, tenho brilho
De pertencer aos Açores;
E 'inda por cima ser filho
Da linda ilha das Flores.

O Corvo; a ilha ao lado,
O único filho que tem;
Também deve ser tratado
Igualmente como a mãe.

Quem do Oeste galopa
Se quiser vir aos Açores;
Ou visitar a Europa,
Primeiro passa nas Flores.

O Governo, certamente,
Deve ter muita cautela;
E enfeitar bem a frente
Da casa, p'ra s'entrar nela.

Sendo tarde, "eles" vieram
Depois das "sete" primeiro;
Mas as últimas é que deram
Graça ao arquipélago inteiro.

Exuberante jardim
Tal posição Deus te deu;
És o princípio e o fim
De todo o mundo europeu.



Denis Correia Almeida
Hamilton, Ontário, Canadá

5 comentários:

Anónimo disse...

Amigo estas quadras enchem o coração de qualquer Florentino ou corvino e muito mais aqueles como nós que vivemos fora da nossa linda Ilha das Flores. Parabéns por estas quadras tão lindas. Um Amigo e Lajense.

DR.PARDAL disse...

É comovente o amor que o Sr.Denis do Canadá tem pela ilha que o viu nascer.

Se todos os florentinos olhassem para a sua ilha como este senhor olha, certamente as Flores seriam na terra um pequeno pedacinho do céu.

O problema é que muitos «florentinos» olham primeiro para o seu umbigo e para a sua carteira.

Anónimo disse...

O Dr. Pardal tem muitas afinidades com a diáspora.

Como se vê, FDM tem acesso à internet em qualquer ponto do mundo.

Estas dicotomias FDM, Prof. Pardal e outros pseudónimos que tais, associadas a uma análise profunda dos papiros que estes produzem, dava uma tese brilhante no domininio da psicoloia clinica.

DR.PARDAL disse...

Mais um pós-graduado ou mestrando em «psicoloia clinica».

Ou será em «psicosaloice» clinica?

Ou será que a criatura é um «loia» da psico?

Este gajo deve ser o da «catarze» e como se vê o analfabrutismo é a sua «trade mark».

Ó filho, inscreve-te nalgum curso!

Agora até há universidades séniores para passar o tempo, ou com o processo Bolonha tiras um curso «universitário» mais depressa do que o do Sr.Sócrates.

O saber não ocupa lugar.

Anónimo disse...

HARDLINK
Reconhecidamente agradeço as bonitas palavras, que me incutiu coragem do anónimo das 11:35m

As quatro linhas de elogio que me dá no seu comentário, para mim, faziam parte dum soneto.
Ternamente, agraceço de manifestar sua apreciação.
Sei,que nem todos gostam de poesia.

Muitos dos que gostam, não se querem dar ao luxo nem ao trabalho de satisfações a ninguém, preferindo o silêncio de boca calada, do que enaltecer alguém.

Recentemente, tive uma menssagem de alguém para os lados da Califórnia, distante das Flores, que lê assiduamente esta edicão electrónica da nossa ilha.

São pessoas que lêm o Fórum da ilha das Flores e apreciam (todo) o conteúdo que lá está, menos os insultos. A crítica sim, insultos não!..Penso, que sendo assim, a propagação da nossa ilha das Flores vai distante.

-Antigamente, quando escrevia para o extinto Jornal do Ocidente da Vila das Lajes, o Dr.Freitas Silva filho do saudoso Director do mesmo jornal, esse inesquecível amigo Sr. José de Freitas Silva, disse numa das suas crónicas, aludindo a qualquer coisa que eu escrevi:
"O verniz nas Flores rebenta"

-Talvez não seja tanto assim, porque, mesmo através deste Forum, já li comentários de pessoas que apreciam o que se escreve.

Denis Correia Almeida (DCA)
Hamilton,ontario, Canada
Hardlink@AOL.com