sexta-feira, 6 de agosto de 2010

AtlânticoLine quer complementaridade nos transportes aéreos e marítimos

O presidente da AtlânticoLine, António Raposo, defende a complementaridade entre os transportes marítimos e aéreos nos Açores como forma de garantir um melhor serviço aos passageiros entre [todas as] ilhas do arquipélago.

"Vivemos numa região pequena e, por isso, é preciso conjugar esforços para que não haja esbanjamento", afirmou António Raposo, que preside à empresa responsável pelo transporte marítimo de passageiros entre as ilhas dos Açores, considerando que a complementaridade "é rentável e importante para o desenvolvimento económico da Região".

António Raposo salientou que existe actualmente uma "nova visão" das necessidades dos residentes nas ilhas, sobretudo por parte do secretário regional da Economia, Vasco Cordeiro, criticando o anterior titular da pasta, Duarte Ponte. Nesse sentido, considerou que "os açorianos não precisam de cruzeiros com camarotes e afins", mas de um "bom autocarro no mar", adiantando que as estatísticas do transporte marítimo de passageiros de 2010 comprovam essa opção.


Notícia: «Açoriano Oriental».
Saudações florentinas!!

6 comentários:

Anónimo disse...

Para além de uma boa (uma) camionete da carreira no mar, para turismo e transportes internos, os Açores precisam de cruzeiros com camarotes e afins.
Cruzeiros que nos tragam turistas, dinheiro e riqueza.

Anónimo disse...

Parece-me que já demos todos por isso: o turismo dá-nos dinheiro.
Este ano está a ser excelente, como facilmente se constata.
Como é custume há sempre quem ache pouco e nunca esteja contente.
Mais vale ir-mos devagar, dando passos seguros, do que embarcar em doiduras de certos politicos, que só pensam em chegar ao poder.

Anónimo disse...

gostei de ler o ´comentario dos dois anónimos das 20,34.e das 9,48 mas não era o raposo a piscar os olhos e a enganar os florentinos e quem nos vizita a tomar conta deste barco, assim que chega-se uma carreira com turismo a são miguel não passava dali.

Anónimo disse...

o de são jorge que está no canadá se tivesse pegado nas careiras como queria isto hoje poderia-se dizer que tinhamos algum desenvolvimento.

Anónimo disse...

já estão a começar a rampa ro.ro na doca das flores para barcos de passageiros de grande porte. também deve estar para breve o aumento do quebra mar na ponta da doca em 100 metros e alargar aquela parte estreita.

DR.PARDAL disse...

Acabar com a Atlanticoline seria uma boa medida de gestão dos dinheiros públicos.