quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Embarcação Ariel está a ser modificada

Problemas de operacionalidade da lancha Ariel, a pequena embarcação que liga as ilhas das Flores e Corvo, estão na base das intervenções na estrutura do barco.

As transformações iniciadas há 8 dias devem estar concluídas até ao fim da corrente semana e, no termo das obras, a Ariel ficará mais leve e mais rápida.

Ainda há menos de dois meses foi lançada ao mar, mas, as leis da operacionalidade no pequeno porto da ilha do Corvo acabaram por ditar as suas regras. Com mau tempo, a lancha Ariel não podia ser varada no Corvo e, por duas vezes, teve de rumar ao porto das Lajes das Flores, à procura de abrigo.

As intervenções que a equipa dos estaleiros [navais] de Peniche está a fazer, destinam-se a reduzir o peso da embarcação. Assim, o mastro que ficava no cimo da cabina está a ser substituído por um outro mais pequeno e menos pesado e também as cadeiras que conferem os 12 lugares disponíveis na embarcação, estão a ser substituídas por outras mais leves. Depois destas intervenções, a embarcação deverá perder cerca de mil quilos de arqueação bruta.

Notícia: RTP/Antena 1 Açores.
Saudações florentinas!!

17 comentários:

Nuno Barata disse...

Demasiado dinheiro na mão de alguns políticos é tão pernicioso como droga na mão de traficantes.

farto de mamões... disse...

Tanta pressa em inaugurar e já está avariada!
E contribuinte paga!
Praga de ladrões!
Os Açores com esta gente nunca vão passar da cepa torta enquanto os seus habitantes não abrirem os olhos e meterem na cadeia toda essa cambada que estarraça os poucos recursos que existem.

Anónimo disse...

na cadeia era meter vocês para não virem para aqui dizer disparates.

Anónimo disse...

Oh mamãozinho de merda, por acaso não sabes ler? Uma coisa é retirar peso e outra é avaria! Mas não me admira porque os teus comentários roçam sempre o desconhecimento de tudo, a tua politica é a da terra queimada, dou-te um conselho mesmo sem pedires, antes de escreveres revê os teus textos com olhos de ver ok fofo?

Anónimo disse...

Quem é que fez o estudo prévio para a construção do barco?
Quem é que fez o projecto?
Nós, contribuintes, é que pagamos estes dois passos.
Agora pergunto, quem é que paga esta alteração, nós, outra vez, ou o responsável pelo projecto?

Anónimo disse...

a lancha teria que vir para o porto da capital das flores e será sempre bem vindo a visita dos nossos vizinhos corvinos. para os de santa cruz é uma doença ver passar o barco mas já vai passando e cada vez mais o porto das lajes é conhecido como porta de entrada do mundo.

zandinga disse...

esse barco devia estar a conta do paulo estevão e dos emilios.eles e k mandam no corvo agora.eu sabia que ia ser assim.viva ao ppm!
p.s agora venha a camara para o ano.quantos são?quantos são?

Anónimo disse...

Ainda vão descobrir petróleo no Corvo

Anónimo disse...

kerem e mamar tao habituados ater tudo de graça paga o ze povinho

farto de mamões... disse...

Apesar do grande desenvolvimento dos meios de comunicação e da informação ainda há muito desconhecimento sobre as tropelias, falcatruas e manigâncias
realizadas por uma das classes politicas mais predadoras e perdulárias da Europa.

Ora, o que diria o ilustre anónimo(a) das 10h11, se o barco viesse sem motor?

Como alguém disse: "O povo quer albarda, meu real senhor"!

Anónimo disse...

Uma simples constatação,repito simples,em se informarem que capacidade maxima tinha a grua que estava no corvo,bastava para nao passarem este trabalho todo.ou nao puseram a questão do mau tempo ou avarias, e ser preciso trazer o ariel para cima do cais ou seja la para onde fosse preciso?

Anónimo disse...

Quem faz um projecto destes tem que se informar das condições no porto.Os enegenheiro que receberam muito para pensar tão mal é que deviam pagar as despesas.

Anónimo disse...

esta lancha é mais um brinquedo para os corvinos destruirem, vai ter que fazer muitos concertos ainda.o nosso presidente cesar deve estar radiante com os corvinos, deu-lhes a lancha e eles votaram p.p.m, são mesmo muito espertos, só esqueceram um permonor, é que quem manda é o p.s..espero que tome medidas drasticas para esta gente.

Anónimo disse...

a lancha se tive-se ficado em santa cruz estes dois ou trÊs tolos que aqui falam mal estavam calados e ainda hÀ a maior doença é a lancha vir para as lajes por ter condições se for necessario varar.

Anónimo disse...

os corvinos tem os mesmos direitos que todas as outras pessoas tem! certo?
- então porque é que não respeitam as mesmas leis e obrigações que os outros açorianos?
- ainda tem descaramento de fazer tantas exigencias para o corvo...
srs. corvinos primeiro comecem a trabalhar, a respeitar e só quando tiverem frutos então veremos se tem direito, aquilo que pedem.

João Machado disse...

Em primeiro lugar: Existe um erro. É fácil de constatar. Agora, esse erro ou é do armador (que pode ter sido informado da capacidade máxima da grua) ou é da secretaria (que pode não ter informado o armador). Não vejo possibilidade de erro imputada a mais ninguem. Em segundo lugar: Os Corvinos (volto a escrever neste blog) não precisam de lições de vida de ninguem (muito menos de habitantes da "desenvolvida" ilha vizinha). Em terceiro lugar: Existem erros de calculo. Sempre assim o foi. Penso que o Dr. Paulo Estevão foi mais um erro de calculo, mas rapidamente se constatará esse erro. Saudações Açorianas, em especial aos Corvinos.

Anónimo disse...

anda tolo de santa cruz se estive-ses calado tinhas ganhado mais . o mal é que paga a ilha das flores por as tolices de um indivio burro que tem a mania de meter a colher onde não é chamado. escreve um lajense da vizinha ilha das flores.